Há alternativas ao pagamento da dívida

Esta entrada foi publicada em 5dias. ligação permanente.

4 respostas a Há alternativas ao pagamento da dívida

  1. JgMenos diz:

    Achei encantador o sorriso que acompanhou que haveria de deitar mão ‘dos capitais que estão na banca’. Estou certor que toda a gente ficou mais tranquila…

  2. MigPT diz:

    A investigadora confunde fluxo com stock.
    A investigadora acha que 40 anos de deficit publico não estão nada relacionados com o montante da dívida pública.
    Se houver uma suspensão do pagamento da dívida, onde acha a investigadora que o Estado vai arranjar dinheiro para lhe pagar o ordenado? Ainda hoje o Estado Português foi ao mercado pedir 1.200 milhões.
    No orçamento de Estado deste ano prevê-se um deficit de aprox 6.800 milhões de €. Como não existe stock de capital e as despesas de capital (o tal que não se pagaria) só ascendem a metade desse defcit, onde iria a investigadora financiar a despesa remanescente. Isto sem falar dos 9 mil milhões de deficit deste ano que mais uma vez os credores nos emprestaram.
    Como parte dos credores da dívida pública são os nossos bancos, com o default “ansiado” pela investigadora, estes poderiam falir, quem restituiria os depósitos dos particulares e das empresas?

  3. Carlos diz:

    Para a Merkel não há alternativas nenhumas. Isso é que nos devia importar.

  4. Pingback: A grande fraude da dívida | cinco dias

Os comentários estão fechados.