Porta(s)-aviões de baixos salários

O consumo está em queda livre mas a Televisão abre com a notícia de Paulo Portas a dizer que as exportações, entre elas as alimentares, são o “porta-aviões da economia”. Eu traduzo: os portugueses comem pão, leite e porco e frango de aviário, porque os salários estão em queda livre. Mas as empresas portuguesas, com o trabalho barato dos portugueses, conseguem competir no mercado internacional porque pagam menos e exportam por isso mais. Exportam vinho, peixe fresco, azeite, amêndoas, frutas e legumes. A dieta mediterrânea foi elevada a património imaterial da humanidade mas os que a produzem não a comem. Estamos a tornar-nos competitivos nos baixos salários, só isso.

Como cereja no bolo o Estado actua fiscalmente para criar ainda mais má alimentação – aumentando o IVA nos restaurantes, asfixiando fiscalmente os pequenos agricultores, subsidiando as explorações intensivas para exportação, etc.

Lembro-me hoje de Josué de Castro, fundador da FAO, chamado um dia no nordeste do Brasil para tratar os trabalhadores de uma fábrica. Observou e ao fim de algum tempo foi ter com o patrão. “- Eu não posso fazer nada. O problema dos seus trabalhadores é fome e isso tem o senhor que resolver, eu só sou médico…”. Uma das lutas que Josué de Castro levou pela vida fora nos seus livros magníficos foi que se pode ser gordo, não ter fome calórica, e ter fome específica, ou seja, fome de nutrientes. E ser por isso doente ou estar por isso diminuído nas suas capacidades físicas e mentais.

O que Portas anunciou não foi o “porta-aviões da economia”, foi um submarino de má alimentação, obesidade e doenças.

Esta entrada foi publicada em 5dias. ligação permanente.

6 respostas a Porta(s)-aviões de baixos salários

  1. Luis Moreira diz:

    Enfim, temos autoestradas e estádios e museus novos mas também temos fome. Tudo por culpa deste governo e dos empreendedores que pagam mal.

  2. JgMenos diz:

    Acho uma crueldade não mencionar os Sugus e congéneres na alimentação das crianças…

  3. João diz:

    O que é a fao?

  4. vitor r diz:

    As empresas exportarem ? Só algumas…. só algumas…. As falências são mais que muitas. Se fosse fácil exportar, tava tudo rico…

  5. Rafael Ortega diz:

    A Raquel e seus companheiros de luta estão chateados com a queda por terra da teoria da espiral recessiva, e outras previsões apocalípticas a que se foram dedicando nos últimos tempos.

    Parece-me que já não sabe bem a quantas anda quando diz que os pobres portugueses têm que viver com frango e carne de porco porque não podem comprar legumes.

    A sério? Os pobres comem costeletas porque o dinheiro não dá para os ingredientes da sopa? Consegue escrever isso sem se rir?

  6. Jorge diz:

    Os trolls do costume continuam a enganar as pessoas. A espiral recessiva terminou ? Tá ai e em força. Parou um bocado no natal, mas o desemprego já aumentou novamente, etc.

Os comentários estão fechados.