Estivadores europeus levam carta de solidariedade a Copenhaga, Paris e Bruxelas

1606856_10152160290819303_1399767995_n (1)Paris1801091_414040802075885_338792917_n

Depois da Embaixada de Portugal em Inglaterra (Londres), a carta de Solidariedade dos Estivadores europeus (leia a carta aqui) chegou agora às Embaixadas de Portugal na Dinamarca, na França e na Bélgica (Copenhaga, Paris e Bruxelas).

Na medida em que as políticas que estão a ser aplicadas em Portugal são um balão de ensaio para exportar para toda a Europa, os Estivadores europeus escreveram uma carta que estão a espalhar um pouco por todas as Embaixadas de Portugal na Europa. A nossa luta é clara: não aceitamos que precarizem este sector de trabalho, que despeçam trabalhadores com vínculo e especialização para contratarem trabalhadores descartáveis e sem a devida formação. A nossa proposta é clara: portos especializados, produtivos, com trabalhadores profissionais e com garantias de segurança. Não negociamos direitos fundamentais.

Para nós os Portos – e com eles as Exportações e as Importações – são efectivamente estratégicas, sendo que é a via escolhida pelo governo e o patronato que está a destruir a produtividade do sector e do País. A desregulamentação, o despedimento fraudulento, a tentação monopolista, a mentira sistemática, o ataque à organização sindical, a colocação de profissionais em risco de vida por falta de formação, são um caminho tão irresponsável como criminoso, contra o qual lutaremos juntos até ao limite das nossas forças.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em 5dias. ligação permanente.