A acompanhar…

Empresas fornecedoras da Parque Escolar estão a ser alvo de buscas. O processo de contra-ordenação foi encetado pela Autoridade da Concorrência. O Ministério Público está a ajudar no caso.

Mais informações sobre a Parque Escolar

Anúncios
Esta entrada foi publicada em 5dias com as etiquetas . ligação permanente.

7 respostas a A acompanhar…

  1. JgMenos diz:

    Esperemos que faça parte de uma ambição maior de dar um fim aos corruptos

    • De diz:

      Apenas o capitalismo a funcionar. A corrupção é um dos seus ex-libris. A exploraçõ desenfreada a marca de água

      • JgMenos diz:

        Tipicamente os corruptos são agentes do Estado.
        Os do capital normalmente são corruptores.
        O seu conjunto faz a corrupção, um dois-em-um que tanto se me dá que seja ex-libris como marca de água.

        • De diz:

          Mais uma vez Menos dá uma resposta um pouco tonta.Não no sentido em que ele a profere ( é o seu trabalho e está de acordo com a sua matriz ideológica) mas no sentido em que vai contra a realidade nua e crua.
          O fulano faz esta pequena ginástica para nos tentar fazer crer que as águas entre os “agentes do estado ” e os agentes do capital” são distintas.
          Errado. O estado é um estado que funciona no sentido da classe dominante.Já no tempo do fascismo o estado estava ao serviço dos monopólios patrocinados pelo fascismo. O capitalismo monopolista de estado foi a matriz económica do fascismo.
          Quer agora “Menos” que nos esqueçamos que o estado serve os grandes interesses económicos.E que o aparelho de estado ao serviço destes, está repleto de boiada que funciona de acordo com os seus melhores intereses,os melhores interesses do patrão e a pauta ideológica exploradora .
          E a tal boiada é tipicamente corrupta ; venderia a mãe só para ganhar mais.
          Daí que, por mais que isso custe a Menos, não são esquecidas as danças pornográficas entre os cargos governativos e os lugares nos conselhos de administração.A promiscuidade é a marca de água e o ex-libris desta direita neoliberal/caceteira.

          • JgMenps diz:

            Sem dúvida que a corrupção pressupões duas partes!
            No modelo ‘DE’ só haveria uma parte, naturalmente composta pelos seus camaradas de dominação, naturalmente todos nivelados por um alegado patamar mínimo de subsistência, sem privilégios nem corrupção – cânone 37 do manual da idiotia política.

          • De diz:

            Menos é assim.Fala do que não sabe ,querendo sempre propagandear o que pretende falar.
            É uma história velha,O pobre teve alguma dificuldade na aprendizagem do português, como se viu aí num post do 5 Dias. O ridículo não matou mas serviu para aquilatar o ego e a petulância ignorante de Menos
            🙂
            Agora fala nas duas partes da corrupção ( qual exercício escolástico menor) como se isso fosse o objectivo principal do escrito.
            A chamada de atenção para a promiscuidade entre o poder económico e o poder político causa engulhos a Menos. Ainda deve ter ficado mais irritado com a lembrança do capitalismo monopolista do estado.Lembrou-se da família.
            Vai daí que Menos repita a velha tecla de treteiro profissional, ao falar sobre o patamar mínimo de subsistência, etc e tal.No fundo o babar idiota ( linguajar de menos) de alguém que anda aqui, qual beato sedento, a fazer a mise en scene habitual dos que defendem a exploração.
            Mas a coisa assume alguns contornos cómicos.O salazarento personagem ainda há dias cantava hossanas e replicava o mesmo paleio quando confrontado com o facto dos 85 mais ricos terem tanto como a metade mais pobre do planeta.
            Abespinha-o o facto de alguém defender o fim da divisão entre explorados e exploradores.Rezará em voz alta e tentará outras manobras de diversão.
            Alguém o confrontar com a evidência de metade do governo de cavaco e da comissão política do seu partido de direita estar metido em crimes de corrupção e em manobras sujas enquanto, ao mesmo tempo é depois colocada nas chefias dos órgãos de gestão das empresas privadas, deixa-o agoniado,
            Só lhe resta mesmo ser leitor da sua cassete habitual.

  2. Mytilini diz:

    Empresas fornecedoras da Parque Escolar estão a ser alvo de buscas. O processo de contra-ordenação foi encetado pela Autoridade da Concorrência. O Ministério Público está a ajudar no caso.

Os comentários estão fechados.