Há pois é

Chefe de missão do FMI em Portugal diz que é muito cedo para excluir segundo resgate

Depois do presidente do BCE já ter garantido que portugal terá um segundo programa é a vez do chefe da missão do FMI avisar que pode vir aí um segundo resgate… Seja como for, chamem-lhe o que quiserem, os condicionalismos e a pressão sobre a sociedade e economia portuguesa vão continuar (na melhor das hipóteses é mais ou menos isto).

Entretanto a campanha de propaganda do governo e seus lacaios vai enganando uns quantos… e eu até compreendo que alguns arranjem refúgios para escaparem à realidade… Mas ela vai acabar por se impor. Esta campanha de dissimulação vai sair bem cara aos seus autores. Sobretudo se o movimento popular e a Esquerda tiverem audácia, coragem e inteligência para aproveitar as oportunidades históricas que irão emergir com o novo ciclo político-social que se avizinha… e nesse capítulo até acho que há vários sinais animadores…

1512714_10153627519530296_111179872_n

Anúncios
Esta entrada foi publicada em 5dias. ligação permanente.

2 respostas a Há pois é

  1. Carlos Carapeto diz:

    Está visto o que esta cambada pretende.

    Colocar a maioria dos Portugueses nos mesmos niveis de miséria, pobreza e exploração laboral (subdesenvolvimento) de muitos países do Leste da Europa. Roménia e Bulgaria em particular, para que as empresas (deles) Europeias possam competir a nivel global. Pretendem implantar a escravatura..

    O que eles nos estão fazendo já foi aplicado com “sucesso” noutros países, infelizmente nós culpamos apenas os Passos e os Portas sem ir-mos mais além. Estes têm culpas por se comportarem como uns autenticos sátrapas.

    Isto só tem solução quando os povos forem capazes de derrubar este sistema desumano por outro mais justo que defenda os direitos das pessoas, e respeite a natureza com todos os modos de vida.

    Porque se não conseguir-mos alterar a atual situação caminhamos perigosamente para o fim da civilização tal como a conhecemos

    A arrogância e as ameaças dos representantes do capitalismo têm vindo a aumentar de tom com o agravar da crise. São sinais que nos devem deixar muito preocupados.

    Sem solução à vista para os problemas que o sistema está mergulhado, nada os incomoda enveredarem por uma aventura bélica a nivel global.

    Basta estar atento aos vários desenvolvimentos politico/militares e ao que vão dizendo por aí alguns dirigentes com responsabilidades a nivel mundial.

    Por exemplo o general James Cartwright que foi comandante das forças estratégicas dos EUA , declarou há poucos meses numa entrevista, ” se conseguir-mos localizar os centros de comando Russos e Chineses, destruimos toda a sua capacidade de resposta nuclear em poucos minutos, fazendo apenas uso de armas convencionais.

    Brzezinski declarou numa conferencia que se a Sibéria Oriental se unisse aos EUA desenvolvia-se mais e melhoravam as condições de vida dos seus habitantes. A tal parceria Vancouver/ Vladivostok..

    Já Margaret Albrigth quando era ministra, tinha declarado que ” era uma injustiça as imensas riquezas da Sibéria estarem ao dispor de um unico país, deviam ser postas ao serviço da humanidade” .

    O reforço das forças militares na região do Pacifico Ocidental, no estreito de Malaca, à entrada do Mar Vermelho, a vigilancia permanente das costas Africanas por parte da Africom, a pretensão do aumento da capacidade militar da UE, a presença de navios de países Europeus membros da NATO em exercicios nas costas da Coreia, indicia claramente a vontade da escalada agressiva do capitalismo a nivel global

    E os acontecimentos recentes na Ucrânia, mostraram até onde estão decididos ir os representantes do capitalismo (EUA UE) para atingir os objetivos que pretendem.

    Financiaram e enviaram representantes seus ao local a dar apoio moral a grupos de ideologia nazi confessos.
    Portanto a partir de agora os seus seguidores e representantes perderam toda a legitimidade moral para dar lições de democracia a quem quer que seja.

    Por muito que tentem negar os nomes de Barroso, Merkel, Hollande …….. e os partidos a que pertencem ficam para sempre vinculados a estes acontecimentos.

    Se em tempo de paz financiaram e colaboraram com nazis, numa situação de guerra também pegavam em armas para combater ao lado deles..

    • Vai com os porrcos diz:

      Pois! no dia 3 setembro,os russos ‘amandaram’ Já se sabe,(embora a corja propagandista,dita de jornalistas,estejam de bico fechado)abaixo um dos mísseis que iam diretos para Damasco, o outro,foram os próprios que o abortaram face ao q estava à vista…
      O führer qq coisa james,tem uma grande farronca e os usa um grande calote só pago à custa de impressão de papel….
      Os americas já no ano passado viram um Bulava e,outros mais a norte puderam contemplar um Iskander.De facto,isto parece q vai descambar numa nova guerra e desta vez os ‘democratas’ nazis Cameron,merkele,hollande e demais puta q os pariu irão ver como é!(claro,q nós os palhaços q votamos em corruptos e q nos achamos mui democrats por elegermos criminosos de fatinho nos vamos f****,para aprender).Qdo a humanidade não abre os olhos, a plutocracia/cleptocrata leva sempre o mesmo destino-GUERRA.Depois,não se surpreendam…

Os comentários estão fechados.