Fé Bolivariana

image

O Natal é quando Maduro quiser e o devir revolucionário brota das paredes (em obras) do metro. Os pastores que testemunham o milagre, claro, humildes operários. À falta de outros meios, mormente ancorados no materialismo dialéctico, a revolução avança com a insustentável força da fé… em Chávez. O Simón Bolívar não merecia tanto maltrato à memória do seu legado.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em 5dias. ligação permanente.

3 respostas a Fé Bolivariana

  1. hmbf diz:

    Deixe lá isso. Por cá o Natal já começou, basta entrar num Centro Comercial para o verificar. Alguns chamam-lhe pré-Natal, com campanhas a propósito. Vai dar ao mesmo. São os milagres do consumismo.

Os comentários estão fechados.