Agudizam-se as contradições na base social de apoio ao Governo

PSDembaixo

O PSD prepara-se para expulsar cerca de 400 militantes. Também o CDS já expulsou uns quantos. Entretanto, para lá do voto contra do deputado do CDS, parece que os deputados do PSD da Madeira também ponderam votar contra ou abster-se na votação do orçamento de estado. São estas algumas das consequências dos resultados das autárquicas e da continuação da política de empobrecimento forçado da população. São os sintomas mais visíveis da agudização das contradições na base social de apoio a este governo de traidores e delinquentes. Daqui a pouco veremos que guião de “destruição do estado” o Portinhas irrevogável sacará da cartola… Dá me ideia que foi empurrado aos guinchos por Passos para esta apresentação que tentou adiar o mais possível… e aqui temos mais um factor a contribuir para a agudização das contradições no seio do governo.

No campo da resistência popular a coisa também anda “algo tensa”, como seria de esperar após a debacle de 19-26. Vale bem a pena ler este texto aqui publicado na sua totalidade. Aconselho ainda uma leitura crítica deste artigo no pasquim do regime. A seu tempo darei a minha contribuição para o “balanço e perspectivas” que a actual conjuntura requer. Sublinho que o inimigo é mais frágil que aparenta, que permanece no poder mais por falta de comparência do adversário do que devido à sua força.

Os Mão Morta têm uns versos que proporcionam uma boa síntese de alguns aspectos do momento actual.

“é guerra sem quartel de empresas rivais na busca do controlo de mercados locais ou então… ou então… encena-se um directo para a televisão” 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em 5dias com as etiquetas , , , , . ligação permanente.