Da Resistência (3)

Imagem

Joseph Mallord William Turner

Snow Storm – Steam Boat off a Harbor’s Mouth Making Signals in Shallow Water

Muitos saberão, seja por experiência própria ou por conhecerem alguém em situação semelhante, o flagelo que é o desemprego. Muitos sentirão nos dentes uma raiva crescente que, decorrendo da exclusão social e da falta de alternativa, exige uma acção. A acção de quem nada tem a perder, o grito que transforma o sufoco na exigência e na reivindicação de uma vida digna; na rejeição total de ser olhado como um parasita – parasitas são os magnatas do capital. O Nelson é um dos que resiste. É a representação de um extremo. Não se esconde, não se rende, não morre à espera que façam por ele. O Nelson resiste. Novamente. E resistirá sempre.

Segue o comunicado enviado à imprensa:

Desempregado vai fazer apelo à desobediência

Nota de imprensa

Nelson Arraiolos vai estar, ao meio-dia da próxima quarta-feira, no jardim em frente ao Palácio de Belém, para fazer um apelo à desobediência. Este apelo vem na sequência da anuência de Cavaco Silva, de Maria Luís Albuquerque e do Chefe da Repartição de Finanças do Bombarral, relativamente à declaração na qual afirmou que vai deixar de pagar impostos.

O Nelson está desempregado e carece de apoio adequado para a doença degenerativa de que padece. A sua família foi alvo de penhoras ilegais por parte das Finanças, as quais visavam dívidas do próprio.

Agradece-se a todos as senhoras e senhores jornalistas, órgãos de comunicação e cidadãos em geral a divulgação e apoio a este acto de resistência involuntária.

Nelson Arraiolos

926880152

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em 5dias com as etiquetas , . ligação permanente.