“São tão simples os homens e obedecem tanto às necessidades presentes, que quem engana encontrará sempre alguém que se deixa enganar.” (N. Maquiavel)

Confirma-se o regresso de Sócrates.

Curioso que entre tanto chorinho relativamente à presença de António José Seguro, não vi ninguém a perguntar se Teixeira dos Santos também estaria na sala?

Anúncios
Esta entrada foi publicada em 5dias. ligação permanente.

6 respostas a “São tão simples os homens e obedecem tanto às necessidades presentes, que quem engana encontrará sempre alguém que se deixa enganar.” (N. Maquiavel)

  1. Dezperado diz:

    Como é que é possivel o fugitivo de paris ainda ter tempo de antena.

    Lula a dizer que o fugitivo tem de voltar para a politica??!??!!???

    O Gordinho soares la estava, todo orgulhoso ao seu lado.

    E o manuel triste, sempre a dar o seu apoio incondicional.

    Na primeira fila, estavam os tacheiros todos, que nojo.

    • De diz:

      De facto mete nojo quem acha que tudo isto é um nojo, mas limitados a este nojo e que os amigos deste nojo também não são um nojo.
      Outros nojos de marca maior , amigos deste nojo e que são ainda tão ou mais nojentos que este nojo:
      passos coelho, relvas, ministra-swap, catroga,cavaco, ..na primeira fila em qualquer pasquim à venda ou em qualquer telejornal já vendido.

      Ah,parece que um destes nojos convidou o outro nojo para vice-primeiro-ministro.São todos uns nojos de facto,passem as tentativas ínvias para disfarçar a choldra.

      É o capitalismo, estúpido.

  2. m. diz:

    Não sou uma pobre de Paulo Portas. Também não sou uma pobre da Igreja Católica. Também não sou uma pobre que vive das esmolas das IPSSs, que prefere ter crianças à guarda por €700.00/mensais dados por nós contribuintes, em vez de dar aos pais para as manter em casa.

    Durante quase 30 anos votei no Partido Socialista. Deixei de o fazer até morrer.

    Não estou desiludida nem decepcionada com o PS. Simplesmente responsabilizo-me por não ter estado atenta aos «negócios feitos à pala da democracia» feitos pelos deputados e advogados (entre outras categorias profissionais) do PS, para além do PSD e CDS.

    Agora temos o PS da Odebrecht, não é? Mais umas negócios de Sócrates e dos ditos socialistas, feitos com a Água dos portugueses. Os partidos do PS, PSD e CDS passaram a ser cotados na bolsa de valores de qual continente e quem são os bancos accionistas? O José Luís Arnaut(PSD) e o Nobre Guedes(CDS) – grandes aldrabões que deviam estar presos – estiveram ontem no jantarinho oferecido pela Odebrecht com Lula da Silva à mistura.

    O PS, PSD e CDS são uma multinacional encapotada de gestores que não nos param de roubar. Cambada de colaboracionistas que só se vão embora à pedrada. Traidores dos portugueses porque lhes retiraram o sustento. Incluo o Presidente da República e também Mário Soares e outros que fazem negócios à conta da desgraça do povo português. Li que o Jorge Sampaio também esteve envolvido numa PPP rodoviária: mais um político muito sério, sim senhor – apenas mais um aldrabão a fingir-se de sério.

    Nunca mais, o PS verá um único voto da minha parte. Passei a votar no PCP porque é um partido que não aparece como «negociante da democracia», nem rouba os portugueses descaradamente. Alguém que entenda que me diga alguma coisa. Nada me demoverá. Não vale a pena insistir.

    O PSD e o CDS sempre estiveram e estarão também para sempre fora do meu voto.

  3. JgMenos diz:

    Esse palhaço chico-esperto foi escolher a tortura, porque ser único o tema que tem zero de pertinência na vida política portuguesa.
    Falasse ele de corrupção, onde tem uma muito aprofundada experiência, que nem precisaria de alterar as figuras que ornavam a mesa!
    O estado sanitário da classe política e do PS em particular ficou bem demonstrado.

  4. De diz:

    Gostei muito da citação escolhida de Maquiavel a encabeçar este post

Os comentários estão fechados.