Há qualquer coisa de hitleriano no Miguel Macedo

Hitler

Ancorado, ao que parece, num decreto de 1934, ano em que Hitler chegou ao poder, o Ministro Miguel Macedo veio proibir aquilo que na China, nos EUA, no Egipto, na Turquia, na Coreia do Sul, na Nova Zelândia, na Austrália, na França, na Alemanha, em Inglaterra e no Brasil aconteceu. Lá como cá, no tempo de Hitler como agora, há males que têm remédio. Às pontes!

Anúncios
Esta entrada foi publicada em 5dias. ligação permanente.

35 respostas a Há qualquer coisa de hitleriano no Miguel Macedo

  1. Miguel diz:

    Não é um decreto de 1934, mas sim uma interpretação abusiva de um decreto de 1974.
    http://www.igf.min-financas.pt/Leggeraldocs/DL_406_74.htm

    • “A realização de manifestações está regulada por um decreto-lei de 1934, o “decreto 406″, cujo artigo 6º define as condições de realização dos protestos, nomeadamente, as relacionadas com a segurança.”

  2. JgMenos diz:

    Se o decreto é de 1934, pelo menos deve estar em bom português.
    Mas o importante é que a manifestação seja proibida.
    Isto sem polícia de choque já não dá ‘pica’ nenhuma!
    Às pontes…a revolução está na rua!

    • De diz:

      Em português? Em 1934?
      Naquela época salazar andava de manápula estendida no gesto típico. O “bom português” era outra coisa.

    • De diz:

      Mas regista-se nostalgia por parte de Menos pela polícia de choque dos idos tempos do fascismo?

      Menos com saudades do capitão maltez?

    • Khe Sanh diz:

      As ratazanas começam a sair do esgoto. Cheira-lhe a fascismo.

      Outro Salazarista que se confessa. O que foi de bom que esse criminoso fez para Portugal?

  3. PT diz:

    E na Coreia do Norte e em Cuba, em que pontes foram as manifs?

      • PT diz:

        Mas a China ainda é considerada pelos sectores mais radicais da extrema esquerda, aqui representados principalmente pelo Renato, um país comunista? A sério? Só se for pela liberdade política, de expressão, de associação, religiosa, etc. E pela extrema liberdade dos artistas, dos meios de comunicação social e da internet.

        • PT diz:

          Ah, já percebi, estávamos a falar de Taiwan, não é verdade?

          • De diz:

            Não percebeu? Pena pois nós percebemos ao que vem.e o que o traz.

            Qual Taiwan qual carapuça.

            A liberdade de expressão? É o que este macedo e este governo quer limitar.

            Entretanto querem-nos oferecer a liberdade para morrer de fome, para estarmos desempregados, para não termos nem saúde, nem ensino,nem habitação, nem segurança social.A liberdade de poder estoirar,enquanto o capital incha e insufla.

            PT vem aqui falar em liberdades? O macedo não tem melhor do que isto para oferecer?

          • Khe Sanh diz:

            Porque não comparas a China com a índia e Bangladesh?

            Interessa-te mais falar em Taiwan.?

            Delicia-te com este paraíso social!

            Se fosse na Coreia do Norte?

        • proletkult diz:

          Precisamente, a China já não é socialista há algumas décadas, mas é a direita que faz questão de colocar esse regime reaccionário no plano do socialismo (para o que lhe interessa, porque para “investimento” já recebem a camarilha de Pequim de braços abertos). E aí é que está a questão da falta de sentido da sua observação.

          • Khe Sanh diz:

            Calma, ainda não está tudo perdido.
            O capital detém algum poder económico na China (não todo) mas felizmente não controla o poder politico.

            Vamos esperar para que lado a situação se inclina.

          • PT diz:

            Mas afinal quem chamou a China ao assunto? Fui eu? Vocês são muito bons a desconversar e a assobiar para o lado…
            “Entretanto querem-nos oferecer a liberdade para morrer de fome, para estarmos desempregados, para não termos nem saúde, nem ensino,nem habitação, nem segurança social.A liberdade de poder estoirar,enquanto o capital incha e insufla.” – agora estamos a falar da Coreia do Norte, não? Ou é de Cuba ou da Venezuela? Talvez seja do Vietname, do Cambodja, do Laos, da Bielorrússia e paraísos socialistas afins… como Angola, por exemplo.

          • De diz:

            Assobiar para o lado?
            Mas quem foi o pequeno tontinho a tentar fazer -se de tonto maior e a chutar a bola para Taiwan?

            Independentemente de outros disparates…Angola como paraíso socialista? Só se for nos sonhos húmidos dum colonialista ressabiado a esgravatar por onde ainda lhe sai o pús da raiva…lol.

            Espera.A frase que deixou o pt a debitar mais disparates por minuto foi esta?

            “Entretanto querem-nos oferecer a liberdade para morrer de fome, para estarmos desempregados, para não termos nem saúde, nem ensino,nem habitação, nem segurança social.A liberdade de poder estoirar,enquanto o capital incha e insufla.”

            PT ainda não percebeu que se fala neste país? PT confirma o que é ou tudo isto é ainda mais do que pt parece?

    • De diz:

      Ora aqui está a resposta à altura das ratazanas do Macedo.

  4. Herberto diz:

    Há qualquer coisa de hitleriano em todos os membros deste governo. Até a tomada de posse coincidiu com os 70 anos do início da campanha de “Barbarossa”. Há setenta anos, os nazis debandavam da frente leste. Hoje, os hitlerianos no governo já não atam, nem desatam. Perdem em todas as frentes. Nos próximos sábados, vamos assistir a novas derrotas deste governo.

  5. antoniocarlos diz:

    É interessante destacar o papel de Miguel Macedo nesta questão.
    No entanto, posso andar distraído mas não conheço a reacção dos partidos políticos (nomeadamente os da oposição, incluindo PCP e BE) à proibição. Que estranho.

    • De diz:

      o antonio carlos afadiga-se a propalar a mesma mensagem.É que eu já li este mesmo paleio neste blog.Pelo mesmo personagem
      A cassete repete-se para depois poderem falar em cassetes? O movimento sindical avança.Os partidos políticos dirão de sua justiça. Escusa o toninho de fazer estas tristes figuras de estranheza entranhada.
      Certo?

  6. m. diz:

    O Miguel Macedo e os membros deste governo devem ter umas «fantasias hitlerianas» assim um bocadinho para o «esquisito».

  7. von diz:

    Hitlerianio ou Leninesco?

    • Herberto diz:

      Hitlerianio da Hitleriânia? Ou será antes um novo mineral escondido em algum subterrâneo do “von”… «algures nos subterrâneos de “von”, descobriram-se pequenos hitlerianios resguardados que deixaram alguns cientistas deveras entusiasmados».

    • Khe Sanh diz:

      ” Hitlerianio ou Leninesco?”

      Não encontra diferenças?

      É a norma dos simpatizantes da extrema direita

      • von diz:

        Diferenças? Talvez a origem geográfica… E o bigode!

        • Khe Sanh diz:

          “Diferenças? Talvez a origem geográfica… E o bigode!”

          A estupidez é filha da ignorância.

          Não há mais a acrescentar à argumentação de um insano politico

      • PT diz:

        Mais um mito da esquerda, esse de colar o rótulo de extrema direita ao Hitler, o dirigente do Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães. Uma mentira repetida muitas vezes…

        • De diz:

          Mito de esquerda?
          Repetido tantas vezes?

          Coitado de pt.Ele bem repete,insiste,insiste.E até fala na rotulagem que os outros conferem aos seus amigos nazis.
          O coitado não sabe ( ele sabe) que h´á critérios para se classificarem tais coisas?Que não depende da boçalidade de um pt ou da mão estendida de um nazi, a sua qualificação ideol´ógica?
          Vamos a uma vulgar Wikipedia?
          ” o nazismo é considerado de extrema direita.”
          “O nome do Partido Nazista era “National Sozialistische Deutsche Arbeiterpartei” (N.S.D.A.P.) ou em português, Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães. Apesar de o nome “socialista” ser utilizado, entretanto, sob o nosso atual entendimento de socialismo, o nazismo é radicalmente antissocialista ou anticomunista. O termo “National Sozialistische”, que em alemão dá origem a “Nazismo” era utilizado como forma de se contrapor ao termo comunismo, ou socialismo internacional no sentido utilizado pelo marxismo. O nazismo pode ser considerado uma forma extrema de fascismo, muitas vezes chamado de nazifascismo. Os vários tipos de fascismos se identificam como antissocialistas”
          (há mais.Fica para depois)

          PT não sabia ou tudo isto resulta numa tentativa pífia de camuflar o que é o nazismo e de ocultar a proximidade ideológica de PT com o dito nazismo?

          Houve tempos em que o PSD se apelidava de socialista.Só mesmo um néscio extremista de direita se atreveria a qualificar assim tal partido.
          Por exemplo , um breivik… um nazi-fascista contemporâneo

  8. «Há qualquer coisa de hitleriano no Miguel Macedo.» De hitleriano e de britcom. É o tipo chapado da personagem «Herr Flick von der Gestapo.»

  9. De diz:

    “Contemplar esse bando de políticos tal como é e não como, mascarado, se retrata e exibe, tornou-se hoje uma necessidade.

    Contrariamente a Portas, perverso e maléfico, mas dotado intelectualmente – Passos, repito, é pouco inteligente.

    Não consegue sequer disfarçar o seu pendor para métodos autocráticos. Abomina a Constituição, desrespeita-a, viola-a com frequência. Desejaria poder despedaçá-la, revogá-la, mas não pode.

    Enche diariamente a boca com a palavra democracia, apesar de incompatível com ela.

    Identifico nele uma frustração indisfarçável por não estar ao seu alcance governar no quadro institucional do regime para o qual está vocacionado: a ditadura! ”

    Miguel Urbano Rodrigues

  10. E.Santos diz:

    Depois de 48 anos de fascismo, 40 de partidocracia e 100 parlamentarismo maçónico, o FASCISMO regressou a Portugal.

    • PT diz:

      Isto ia lá é com uma ditadurazita do proletariado, não é? Afinal, se o capitalismo é a exploração do Homem pelo seu semelhante, o socialismo é exactamente o contrário.

      • De diz:

        O esforço de pt para tentar esconder o fascismo deriva das suas concepções ideol´ógicas.
        Mas não havia necessidade nenhuma do pt mostrar-se assim tão ignorante.
        Até em lógica…
        um camafeu a esconder as origens
        🙂

Os comentários estão fechados.