My name is Fátima, Fátima Pinheiro

Poderá ser um heterónimo de Miguel Sousa Tavares ou a poetisa do Shopping Center. Existirá? Ninguém sabe. Mas faz as nossas delícias.
Os textos ainda são melhor que os títulos:

Siza Vieira: ontem “ponto de fuga” em Paris
Larguem o Machete! Há o Soares, “sei lá, lembrei-me agora”
Sou Embaixatriz e Deficiente: o “Colégio Alegria” abriu!
O Quarto Segredo de Fátima?
Marcha da vida: de que vale um Cabelo Branco?

(e é continuar a ler…)

Anúncios
Esta entrada foi publicada em 5dias. ligação permanente.

5 respostas a My name is Fátima, Fátima Pinheiro

  1. De diz:

    O expresso de há muito é o retrato vivo da burguesia acéfala e canalha que temos por cá.

    Não conhecia este exemplar.Confere com o nível do jornal do militante um do PSD

  2. João diz:

    Tiago, costumo lê-lo com agrado, mas desta vez estou tentado a não lhe perdoar. É que uma assombração destas, assim para final de tarde, é uma coisa tenebrosa…

  3. nossasenhoradefatima diz:

    Da-se!Não percebi nada daqueles arrazoados.Prefiro o Arrebenta!!!

  4. von diz:

    E falar do irmão de Arménio Carlos, dos professores com horário zero transferidos, da falta de apoio do sindicato e do medo de represálias. Nada?

    • De diz:

      von não merecia mostrar-se tão von
      Desta vez não são os tiques germanófilos que ele tanto detesta, com alguma razão.
      São cousas mais profundas e tenebrosas, tão ao jeito do correio da manhâ.
      Não é que ficou .enciumado pelo facto do expresso, que ele deve ler no remanso do lar, poder ultrapassar o dito correio da manhã?

      Ou será apenas em defesa da aventesma acima citada?

      Vai em busca do irmão de, tal como outros iam à cata dos familiares de alguém?
      Vai longe.Voltámos ao germanismo afinal.

Os comentários estão fechados.