Colaboracionismo ou coragem?

Hoje haverá 20 cidadãos que poderão confrontar, em directo na RTP1, um primeiro ministro que vive cada vez mais blindado por polícias e seguranças. Não se sabe como terão sido escolhidos, mas recorda-se desde já que apenas 22,43% (5 em 20) dos cidadãos eleitores votaram em 2011 no PSD e que alguns já vieram pedir desculpas públicas (exemplo) por o terem feito. Como parece claro a RTP tudo fará para ter a opinião bem controladinha, mas quem lá for tem responsabilidades perante todos nós.
Aos cidadãos que estarão sentados perante Passos Coelho pede-se que tenham respeito. Pede-se que tenham respeito por todos os que foram morrendo nos hospitais por falta de medicamentos que lhe prolongassem as vidas, por todas as crianças que chegam às escolas sem o pequeno almoço tomado ou que não têm ainda professor colocado, por todos os desempregados e empregados que vivem uma vida de miséria, por todos os jovens que se foram obrigados a emigrar… É aos 20 cidadãos que compete escolher entre fazer parte de uma encenação ou ter a coragem de ser a voz do povo.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em 5dias. ligação permanente.

31 respostas a Colaboracionismo ou coragem?

  1. João diz:

    aos cidadãos apenas lhes compete serem a sua própria voz, sem vanguardas pseudo encenadas pela qual a esquerda nacionalista tanto saliva.

    • De diz:

      Porta-vozes de quem?
      E quem lhes outorga tal direito?
      Quem os escolhe? Quem os designa para terem o direito de terem direito a fazerem ouvir a sua voz?

      As tais vanguardas pseudo-encenadas devem fazer parte da metodologia de trabalho de um canalha , hoje recebido com gritos de “assassino” em Itália.
      Um tal barroso pleo qual joão tanto saliva.
      Estará bem assim para o joãozinho e para a causa da sua salivação?

    • A.Silva diz:

      Joãio sê honesto, o que tu querias dizer é que aos cidadãos que lá estiverem “apenas lhe compete serem carneiros”, que é como gente de direita, como tu, vê as pessoas.

    • Gatunagem diz:

      ‘Tá visto que tu não tens razão de queixa deste desgoverno. E do anterior, que ambos não passam das duas faces da mesma moeda…

  2. A fonte diz:

    Afinal é um 2 em 1?!!

  3. Ou optarão pelo servilismo?!

  4. Dezperado diz:

    “É aos 20 cidadãos que compete escolher entre fazer parte de uma encenação ou ter a coragem de ser a voz do povo.”

    não faltou acrescentar “ser a voz do povo comunista”?????é que só dessa forma, voce concordará com as perguntas que serão feitas…..se as 20 pessoas nao fizerem as perguntas que 13% da população portuguesa quer….serão logo apelidadas de vendidas….

    Por outro lado, vejo aqui que continua a dizer que a RTP é um instrumento do governo…..mas quando se fala em privatizar a RTP….uiiiiiiiiii….nunca na vida…..voces vivem neste mundo estranho!

    • De diz:

      ser a voz do povo comunista?

      Mas esta coisa está tãp desesperada quie não sabe fazer outra coisa senão tentar mais uma vez mentir e aldrabar?
      13% por cento?Mas desde quando são arregimentadas 87% da população para o lado da canalha?

      Os factos concretos estão aí.
      Escolhidos para representarem o quê os tais 20 cidadãos?

    • kur diz:

      Sim,neste mundo cão!Onde a diferença entre exploradores e explorados é cada vez maior.Onde a cleptocracia,o roubo, assassínio de povos aumenta.Dê lá um abraço ao dias loureiro,ao Duarte lima,ao Abdul vakil( da irmandade,e que irmandade muçulmana),ao oliveira costa,….são tantos,os criminosos!

    • Herberto diz:

      De onde virá essa maneira de pensar? Dos pais? De que buraco pré-histórico virá essa consciência? Da latrina?

      • Dezperado diz:

        Choca-lhe que tenha liberdade de pensar o que me apetece???? Eu penso pela minha cabeça, nao faço parte do seu rebanho…..e um comunisca falar em pré-historia, acho muito engraçado, principalmente voces que pararam no tempo.

        • De diz:

          Há pouco um desperado falava em latim.
          Agora o mesmo fala em “comunisca.” Ou esquece-se da acentuação?

          Não,não vamos por aí.Vamos antes pelo rebanho que desperado pertence, enquanto insiste que não faz parte do rebanho que crê descortinar nos outros.
          Talvez um regresso não a tempos pré-históricos mas à Grécia e a Platão?

        • Herberto diz:

          Comunisca?

          • Dezperado diz:

            Agora apanhou-me Josiberto…..mas não foi erro…tenho alguma dificuldade em pronunciar essa palavra daqueles que comem criancinhas ao pequeno almoço.

            Ja agora Roberto, voce que andou aqui a fazer o choradinho sobre como foram maltratados os deputados da CDU nas eleições de Loures, ja viu com quem é que vão ter de fazer uma especie de coligação?????? Engraçado não é???????

          • De diz:

            A pequena raiva à tona disfarçada de “josiberto” e de “roberto”?
            🙂
            Num ápice sumiu-se-lhe o latim.

            Sobra a pequena boçalidade sobre Loures, vazia de conteúdo mas cheia de significado, tão própria da forma como esta gentinha assume o que é a política

          • Dezperado diz:

            “Sobra a pequena boçalidade sobre Loures, vazia de conteúdo mas cheia de significado, tão própria da forma como esta gentinha assume o que é a política”

            Princesa Di, deverias saber que tambem é má educação meter-se em conversas para o qual não foi chamado. Mas um cão de fila, tem de andar sempre a rosnar!

            A minha afirmação é vazia de conteudo, porque nao fazes a minima ideia sobre o que estou a falar….

            Vou esperar pela resposta do Felizberto, que deve saber o que se vai passar na Camara de Loures.

          • De diz:

            🙂
            desperado está mesmo desesperado para agir desta forma tão…desconexa. Esquece-se que não há princípes nem princesas, apenas pequenos neoliberais que dão estas bandeiras tão significativas.
            🙂

            Sobra (mais uma vez) um pequeno rúfia que tem o desplante de tentar censurar comentários, provavelmente com saudades de não viver no tempo do fascismo.

            É caso para dizer que não foi apenas o processo formativo que claudicou com Desperado.O processo informativo também.
            E para ele também ter o direito de poder participar numa conversa, sem dizer asneiras, ou sem mostrar tão gritante ignorância, vamos traduzir o que já se disse atrás:
            O vazio do fraseado de desperado sobre a câmara de Loures deriva do seu conceito rasca de política. Toma por garantido que a questão da cãmara de Loures é uma questão de “alianças” …”uma espécie de coligação”.
            O coitado ainda está neste nível.Não sabe que as populações locais também têm uma palavra a dizer e que tal situação nem é inédita.
            Mas para desperado o horizonte resume-se a estas jogatanas típicas da direita dos interesses, em que se esquecem os compromissos com os eleitores e se apostam nas jogadas palacianas dos crápulas.
            E a propósito de crápulas..quem o é…é-o.Esteja agora na câmara do lado dos derrotados, ou esteja em s. bento em ordenança troikista…

            Eu agora vou repetir a frase a ver se mesmo desperado percebe:
            “Sobra a pequena boçalidade sobre Loures, vazia de conteúdo mas cheia de significado, tão própria da forma como esta gentinha assume o que é a política”

            Não era mesmo difícil
            🙂

  5. De diz:

    Mas a coisa fia mais fino com a tentativa mal amanhada de empurrar a RTP para a privatização.

    Como se sabe tal é proibido pela Constituição. Bem se sabe que toda a cangalha de direita neoliberal tem um ódio de morte a esta. A lei para os desesperados acaba onde lhes começa a manápula com que roubam os povos e os trabalhdores. A lei acaba onde os seus interesses são atingidos.
    É a lei do capital

    • Rafael Ortega diz:

      “Mas a coisa fia mais fino com a tentativa mal amanhada de empurrar a RTP para a privatização.

      Como se sabe tal é proibido pela Constituição”

      E o contribuinte, feliz e contente, enterra 300 milhões por ano nesse elefante branco.

      • Dezperado diz:

        O De esta muito contente porque a RTP fez uma contratação de genio…..a grande manuela moura guedes…que como se sabe foi para a RTP receber 400 euros por mês. Mas o De esta contente, é menos uma pessoa no desemprego…

        • De diz:

          Eis mais uma vez a desonestidade patente de desperado.

          Desperado já foi apanhado a mentir, a manipular, a aldrabar. Foi apanhado a fazer coisas ainda mais feias.

          Agora mais uma vez desperado mostra ao que vem
          Tenta avançar um acto administrativo de uma direcção nomeada pela direita pesporrenta neoliberal e atribuir-me sinais de contentamento por tal facto

          Sorry desperado mas tal contratação foram os pulhas que estão na direcção da RTP que a fizeram. Os seus parceiros ideológicos, os do seu rebanho na sua linguagem peculiar
          Desesperado, nem tem a honestidade para admitir que o dedo da mafia de direita passou por aqui e tem a suprema desfaçatez de me mostrar contente com as canalhices alheias.

          Mas há algo mais e mais demonstrativo da falta de carácter desta coisa.Desperado goza com o desemprego que grassa no país e fá-lo da forma boçal como o faz.
          A sensibilidade de um neoliberal é esta. A sensibilidade próxima de um verme.

      • De diz:

        Enterra?
        O contribuinte?

        Mas a que propósito vem agora este lacrimejo do contribuinte , expoliado em nome da RTP?
        Tal serve agora para violar a lei fundamental?
        Mas e o enterro no BPN e nas PPP e nos swaps e nos perdões fiscais à banca e às grande capital?
        O apetite pela informação domesticada não tem limites.Ortega mostra-o bem neste argumentário bem elucidativo.
        Talvez confiscar o dinheiro usurpado pelos que nos chulam permita que o contribuinte deixe de ser o espantalho e deixe de ser visto como sinónimo de cidadão?

        Há mais.Fica para depois

        • Rafael Ortega diz:

          Não sei porque é que o De fala em BPN, PPP, swaps…

          Já me conhece neste espaço há tempo suficiente para saber que eu nunca defendi essas coisas (pode ir procurar, não encontra nada que eu tenha escrito nesse sentido).

          Se o De gosta de deitar ao lixo dinheiro com a RTP tudo bem. eu vivo muito bem sem ela, não me dá nada que as privadas também não ofereçam, e não tenho que as pagar.

          • De diz:

            Mais uma vez a questão não é a vida que Ortega tem ou deixa de ter.Com quem convive ou não.Com os seus conhecimentos privados ou com a ausência. destes.

            A questão passa pela lei ( sorry ortega, mas a lei será apenas para o desgraçado que rouba um pão, enquanto um canalha como coelho faz o que faz? Era o que mais faltava).
            Mas vai ainda mais fundo.É o direito a uma informação pública, de qualidade e isenta, ao serviço dos valores e princípios democráticos. E tal é também uma reivindicação ideológica se quiser.

            E não se venha falar boçalmente duma manuela guedes, como pretexto, como alguns idiotas o fazem

          • De diz:

            Já agora para se perceber mais alguns pormenores da verdadeira canalhice do poder neoliberal que nos governa:
            http://otempodascerejas2.blogspot.pt/2013/10/palavras-antigas-sobre-publicidade-na.html#links

  6. De diz:

    Mas há ainda algo mais.
    A lei é para ser cumprida no que diz respeito à RTP.Aquela não permite a instrumentalização deste órgão de informação por parte do governo.
    O pretexto do não cumprimento da lei como justificação para a privatização da RTP é um retrato exemplar do modus operandi de gente sem vergonha e sem escrúpulos.
    Ao governo cabe o cumprir o que diz a CRP.
    A tentativa de concentração dos media nas mãos do costume e o arranjar novas oportunidades de negócio estão aí patentes neste comentário “estranho”..

    Tal como fizeram com o país.Levam-no à ruína e depois fazem os que trabalham pagar pelos seus crimes, ao serviço do capital

Os comentários estão fechados.