Ministério da Educação Ocupado || Em actualização

Tanto o Ministério da Saúde, que foi ocupado no mesmo dia, como o da Educação, ficaram vazios na própria quinta-feira. Os professores do Ministério da Educação saíram às 20h.

—-

Cortaram a água no edifício, não permitem a utilização da casa-de-banho e o ar condicionado deixou de funcionar.

—-

Ministério da Educação

—-

O Ministério da Educação está neste momento a ser ocupado por alunos e professores que recusam a destruição da sua educação e das suas vidas! Não nos calamos! Todos ao Ministério!

Tudo à 5 de Outubro!

Por uma Educação para todos!

Ministério da Educação

Metro do Campo Pequeno

Anúncios
Esta entrada foi publicada em 5dias. ligação permanente.

13 respostas a Ministério da Educação Ocupado || Em actualização

  1. Pingback: Professores desempregados ocupam Ministério da Educação – Aventar

  2. Rocha diz:

    E o ministério da saúde também está ocupado pelo sindicato da função pública.

  3. José Sequeira diz:

    Então e o que é que vão fazer. Pelo menos os Mac’s da zona vão facturar alguma coisa.

  4. Se tivesse sabido da iniciativa, teria ido tb, apesar da distância. Por causa de tudo e disto tb: http://democrato.blogspot.pt/2013/09/ministerio-da-educacao-nega-mobilidade.html

  5. Rui diz:

    Vocês deviam era ter vergonha. Professores, dizem-se? E ainda se queixam do ar condicionado. Queriam café e bolinhos?

  6. verónica Matos diz:

    Eb1 escola arco -iris dos olivais , há uma turma que pelo 2.o ano consecutivo não tem professor. O ano passado que eu tivesse tido conhecimento passaram por lá 7 professores. 2 estiveram apenas um dia… foi um ano inteiro em espera.. e este ano vai ser igual?

  7. verónica Matos diz:

    Em 4 anos que tem o eb tem este é o 2.o sem professor. Que referência de turma ou ensino têm estes meninos.? Eu só ouço dizer que “ninguém gosta de nós, ninguém quer saber ou ninguém quer ser meu professor ” a última que ouvi dizer foi “passei para a3.a classe e estou numa1.a… o meu colega chumbou e está numa 2.a…” é muito triste!

  8. Bolota diz:

    Porque será que estas movimentações sendo cada vez mais, vão sendo cada vez menos noticia????

    • De diz:

      É mesmo isso,caro Bolota

    • antónimo diz:

      pró pessoal do Câmara Corporativa, do Aspirina B e de outros sítios socráticos dizer que a fenprof se cala como não se calou com lurdes rodrigues, poderá ser?

      o zé miguel tavares tontinho tb diz que só o cds apela ao patriotismo

  9. José diz:

    Uma acção com um Feijó à cabeça é um burro impotente

  10. jdmiranda_1@hotmail diz:

    drogadolas de merda,pseudo rofessores!! Em 20 anos de academia so conheci 1 prof competente, o resto eram apaniguados dos sindicatos! nem trabalham nem deixam trabalhar!
    ir para Cuba ou para a Coreia do ?norte ‘e que nao
    I grande kim, vai arranjar comida para todos com a ajuda dos grandes estados socialistas

  11. Isabel PBP diz:

    Estava lá!
    Estou em fim de carreira mas sou “muito” solidária com quem lhes estão a vandalizar a Alma, a sua lógica de vida, o complemento de ser inteiro.
    O MEC não foi ocupado, a porta estava aberta. Casa de banho, vamos sempre ao café da esquina que a restauração é que é obrigada a dar um copo de água e ceder instalações sanitárias
    Ar refrigerado também não havia na rua nem na minha casa..

    Se cada edifício onde entramos, mesmo amavelmente, nos derem um chá, uma garrafa de água, nos dirigirem uma palavra educadamente, estamos na parte “boa” do Planeta Terra.

    Não é muito mais importante o conteúdo?

    Pedir para falar serenamente com uma dessas “bestas” e dizer-lhe (não é preciso explicar), que ao fim de 3 anos, pelo código de trabalho se passa a efectivo, e se há escolas sem professores porque o Sr Ministro Crato por ordem da Troika tinha que despedir professores!

    Mesmo sendo da área da matemática, o tal Crato, nem sabe fazer conta com a calculadora do Telemóvel.
    Vamos ficar igual ao ano passado ou até igual ou ano anterior, mas a conta-gotas, para que nenhum aluno do ensino público gratuito comece a tempo, com o mesmo professor para o ano lectivo todo e depois fazerem um “jogo de casino viciado” chamado ranking, onde ganham os que têm luvas.

    Vamos actuar de outra maneira, não queremos o WC, nem a água, nem o ar condicionado, estamos habituados a trabalhar em condições muito piores! Queremos melhorar as condições.
    Queremos trabalhar naquilo que somos bons, queremos ajudar a desenvolver o nosso País, Queremos professores despertos para dialogarem sobre currículos, pedagogia, metodologia e não amedrontados, estafados em Outubro, atulhados de burocracia.
    Não, queremos gente com sentido crítico e inteligência apurada.
    Não somos pastores, somos reveladores do melhor que o ser humano tem.

    Mas o caminho não é sentarem-se no chão sem ar condicionado. Discutam bem com os dirigentes dos vossos sindicatos.

    Desenvolvam um plano em conjunto, não fiquem sozinhos (cada um a dizer o que lhe passa pela cabeça), mantenham-se unidos com os vossos sindicatos, sejam um corpo Uno.

    E venceremos!

Os comentários estão fechados.