Sócrates, o estudante

O alarido com a publicação de uma tese de mestrado de Sócrates – de mestrado! – e com contornos provincianos, tipo «feita em Paris, em Sciences Po», ou é para nós ficarmos realmente convencidos de que Sócrates continua a ser um bom motivo de anedotas – que outra coisa pode significar o anúncio da realização de uma tese de mestrado na 1ª página de um semanário nacional!? Ou é um esforço, espero que vão, de apagar toda a história que envolveu a licenciatura de Sócrates, que é uma vergonha de um sistema tão podre que só consegue ter como primeiros ministros tipos que a única coisa que fizeram na vida foi andar de joelhos na hierarquia de um partido do regime. De jotas a concelhias, de concelhias a gabinetes e finalmente a primeiros-ministros. Como diria o impagável Jim Hacker (Yes, Minister), uma longa carreira política não é de maneira nenhuma garante de se vir a ser um bom governante. Para quando o doutoramento de Relvas, anunciado na 1ª página do Público? Não haverá por aí um bocadinho que seja de noção de ridículo?

g-0119

Anúncios
Esta entrada foi publicada em 5dias. ligação permanente.

7 respostas a Sócrates, o estudante

  1. José Sequeira diz:

    Raquel, essa do Sócrates (este, porque o outro era mesmo assumidamente) andar “de joelhos” tem alguma conotação que pode ser objecto de más interpretações. Ao fim e ao cabo havia a Fernanda Câncio…

  2. Ao lado disto – deste certamente esplendoroso trabalho de reflexão sobre um tema de facto importante – não vale absolutamente nada uma qualquer ou eventual demonstração inequívoca da chamada «lei da queda tendencial da taxa de lucro» – só o problema número um da ciência chamada de «Economia Política», tal como nada vale uma qualquer explicação detalhada de como os “valores” vão transformados em “preços”, sendo estes simplesmente instrumentais da partilha dos despojos vindos da criação de “valor”…
    Haja pachorra!…
    E paz na Terra às pessoas de boa vontade.

    • Raquel Varela diz:

      Total acordo, como tantas vezes 🙂 caro Guilherme. Como diz um a«migo» dof facebook não é um mestrado sobre tortura é sob tortura 🙂

  3. maria diz:

    Exmª senhora Raquel Varela, será que o Engº José Sócrates não pode presentear o seu eleitorado com o livro do seu Mestrado? Porquê? Porque a senhora não quer, apenas? Ou tem mais alguma razão aplausível e odiosa?

    • Maria diz:

      Eu tb me subscrevo como Maria e já não me lembro se fui eu ou que fez este comentário qualquer das maneiras quero re-confirma-lo e acrescentar a falta de imaginação jornalística que anda a passear por aqui e por outros lados, claro. A mediocridade tem sido uma constante, não sei se o governo actual tem pegado esta moléstia a quem se propõe a fazer uns escritozinhos incomodados com o sucesso de outros. Haja pachorra!!!

  4. Eu me pergunto porquê dar tal importância a insignificâncias deste teor? Se este político já nos demonstrou por a) + b) o que vale a sua política, será que queremos mais do mesmo? Eu dispenso, obrigado!

Os comentários estão fechados.