A ver se nos entendemos

Se eu violar a lei – pago multas, sou submetida a processos judiciais, julgamentos, posso ter que cumprir penas e outras sanções, etc.

O Passos, viola a lei continuamente. O que lhe acontece? Nada.

Se eu ameaço alguém, o mais certo é ter um processo crime.

O Passos ameaça. O que lhe acontece? Nada.

Se eu desrespeitar um Juiz, sou multada.

O Passos desrespeita todos os Juízes do TC. O que lhe acontece? Nada.

É isto, não é?

Anúncios
Esta entrada foi publicada em 5dias. ligação permanente.

12 respostas a A ver se nos entendemos

  1. Pois, mas tu não és fascista, nem bufo, enquanto que o Passos tem as costas quentes, é fascista, faz o que os patrões querem, e os banqueiros, e controla, mata, e rouba o povo. E é assim, enquanto a maioria deixar.

  2. Samuel B diz:

    Não, não é! Ou melhor, é se formos pela narrativa enviusada. Só essa é que lhe dá razão. A outra, aquela que é precisa, Não!
    Mas pronto(s), que continue que irá haver sempre alguém a acreditar! Cada vez menos mas mesmo assim ainda irá ter espetaculo por um bom par de anos…

  3. wilde diz:

    Então, mas o que queria que lhe acontecesse? que um qualquer tribunal o impedisse de continuar o mandato que a população lhe deu? mas afinal em que ficamos? os tribunal e as leis são maus se impedirem os candidatos jurássicos de acumularem câmaras mas já são bons se impedirem o primeiro-ministro eleito de continuar a governar? ou o povo já é bom se eleger os mesmos candidatos do pcp e já é mau se eleger o passos?

    • Lúcia Gomes diz:

      o povo elegeu o passos, sim. mas não votou o memorando. e a qualquer titular de cargo político o mínimo que se exige é que cumpra a lei e as decisões judiciais. não?

  4. Maria Gantes diz:

    Eu diria mesmo que um governo que pssa a vida a chumbar no conhecimento da lei fundamental, deveria por imperativo, ser afastado da governação por incompetência total para as funçãoes que lhe foram atribuídas!
    Mgantes

    • Samuel B diz:

      MGantes,

      Isoo de “pssa vida” é precisamente o quê?

      Ou seja, a MGantes faz a sua continha como? É um limite ou é um rácio?

      Diga-nos… Tinha mais para dizer, não era?

      SamuelB
      (eu assino mesmo assim, não ê de propósiti)

      • Maria Gantes diz:

        Caro Samuel B, às vezes teclo depressa demais e saltam-me as letras…é um simples “a” que falta, mas vejo que tem dificuldade em compreender uma gralha gráfica..
        .De qualquer forma, a ideia está no papel…este é o governo que mais vezes ignora a lei fundamental e pretende ultrapassa-la…não conhece os limites do seu poder, e das suas competências…por isso deveria ser considerado incapaz para as funções para que foi eleito!
        Preciso de explicar melhor Samuel? faça lá as continhas… não me recordo se nenhum outro governo em que todos os orçamentos apresentados, estão feridos de inconstitucionalidades, para além de todas as outras leis…é só trapalhadas, sºão incompetentes e inexperientes…mas concerteza que estão a fazer bem o trabalhinho que, quem não os elegeu, mas os escolheu, lhes destinou… baixar os salários, desregular as leis do trabalho, privatizar os serviços essenciais do Estado social – Educação e a Saúde..
        Maria Gantes

        • Samuel B diz:

          Cara Maria Gantes,

          Não leve a mal a minha observação em relação às suas gralhas.

          No essencial não responde à minha questão, o que me leva a crer que não pensou aprofundadamente sobre o tema. Porvalvelmente leu apenas umas gordas de um qualquer jornal e em 3 segundos desenvolveu uma ideia sobre algo que, na minha opinião, deveria ter mais consistencia na argumentação.
          A Maria Gante também, parece-me, que não entendeu as razões da inconstitucionalidade dos diversos artigos apontados pelo TC.
          Se são incompetentes, são-no por que não conseguem, pasme-se, entrar na cabeça dos juízes e perceber qual vai ser a interpretação deles sobre artigos da constituição que são de leitura subjetiva.
          E se não encontra, com razão, outro governo que tenha este record, é provavelmente porque foi este que tentou mudar, bem ou mal não é a questão que coloco, o status quo sobre o qual incidem artigos da constituição que têm leituras bem diferentes, conforme a pessoa que a faz, como já afirmei anteriormente.
          A Maria Gante é que valoriza a QUANTIFICAÇÃO dos chumbos do TC para fazer a sua conclusão. O meu objetivo foi questiona-la no sentido de saber qual eram os seus limites. Nada mais. Se conseguir dizer-mos ficaria muito agradecido.

          Obrigado.

          • Marias Gantes diz:

            Pois parece que o Samuel também gralha…mas mantenho tudo o que disse…chama-se ao que este governo de garotos faz, atirar o barro à parede a ver se cola… e eles sabem bem o que fazem, cumprem os objectivos a que se propuseram (mas que não corresponde ao programa eleitoral apresentado aos portugueses)…têm aquela chatice de o país ter uma lei fundamental, que tem de ser respeitada…
            Informo que não me vou dar ao trabalho de responder a mais de nunhuma das suas provocações…por isso por mim, ficamos por aqui!
            Maria gantes

  5. Francisco d'Oliveira Raposo diz:

    Sucintamente: acho que sim, Lúcia, é isto, é. Ponto.

Os comentários estão fechados.