A direita que se diz de esquerda

“O Partido Socialista está a favor de uma intervenção militar na Síria, mesmo sem o respaldo de uma decisão do Conselho de Segurança das Nações Unidas.”

Se o governo português aprovar a agressão à Síria, apoio que haja um pequeno comando destacado para o teatro de guerra composto pelos fiéis servidores do imperialismo em Portugal. À frente, Passos Coelho, Paulo Portas e, claro está, António José Seguro. E nem precisam de olhar para trás porque o povo português respalda, certamente, que dêem o corpo ao manifesto.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em 5dias. ligação permanente.

12 respostas a A direita que se diz de esquerda

  1. De diz:

    Metem nojo

    • Os terroristas do costume. É que os atentados às sedes do PCP e de outros partidos de esquerda, e as milhares de mortes que provocaram nas ex-colónias portuguesas, não fazem deles um partido de direita. Fazem deles terroristas e um partido de extrema-direita.

  2. «APOIADO» diz:

    «À frente, Passos Coelho, Paulo Portas e, claro está, António José Seguro. E nem precisam de olhar para trás porque o povo português respalda, certamente, que dêem o corpo ao manifesto.»

    – Apoiado sem hesitação –

    P.S. As «irmandades» políticas, económicas, financeiras, etc., também devem seguir para a linha da frente. Eu dou a mão até ao avião …

  3. imbondeiro diz:

    Então, mas a malta estava à espera de quê? O camarada Hollande não é um dos entusiastas do primeiro minuto da aventura síria? O PS e o BE deviam coligar-se: se o primeiro apoia agora, sem reservas, a intervenção imperialista baseada em patranhas na Síria, grados simpatizantes do segundo li eu a tecerem, há tempos, rasgados elogios aos “democráticos lutadores pela liberdade” líbios no seu oficioso órgão, o “Arrastão”. É, uma e outra, gente inteligente esta. E possuidora de uma aguda compreensão das minudências da política internacional. Mas, a bem da verdade, há que dizer que coerência não falta à rapaziada do aparelho do PS. Afinal de contas, não foram eles que, nos idos de 80 e no princípio, no meio e no fim dos 90, acarinharam sobremaneira a UNITA de Jonas Savimbi, um notório psicopata apoiado pelos EUA e perfilhado pela África do Sul do “apartheid”? Por essas alturas, os bons dos homens ( e mulheres ) do PS juravam por tudo o que era santo que o Torquemada da Jamba era um “freedom fighter”, um democrata dos sete costados. E, mais recentemente, foi um mimo ver a senhora deputada Ana Gomes, no rescaldo do bom trabalho da NATO na Líbia, visitando, sorridente, as ruínas do “compound” de Kadaffi. Rejubilou a boa senhora pelo facto de as instalações do defunto Coronel estarem agora ( na altura ) abertas à veraneante curiosidade da boa população de Trípoli, coisa que, lamentavelmente, não acontecia em tempo de vigência do governo do homem do Livro Verde. Presumo eu que a boa da socialista senhora tenha sido poupada ( já se passara algum tempo… ) à desagradável visão dos corpos de cidadãos negros que, com as mãos presas atrás das costas, tinham sido sumária e barbaramente executados no relvado frente ao mesmo “compound” pelos muito democráticos e assaz respeitadores dos direitos humanos “freedom fighters” líbios. E disto tudo uma só conclusão posso tirar: as velhas e boas companhias nunca estranharam a quem amiúde as frequenta.

  4. De diz:

    Outro que se dizia de esquerda:

    El ‘enviado de paz’ Tony Blair da su trabajo por hecho y disfruta de una vida de lujo
    Mientras Occidente está considerando la posibilidad de realizar ataques aéreos contra Siria, el ‘enviado de paz’ y ex primer ministro británico Tony Blair disfruta de todos los lujos que le ofrece el Mediterráneo, informa ‘Daily Mail’.

    La apretada agenda de Blair al final de la semana pasada incluyó varias visitas a impresionantes yates cuyo valor supera los 150 millones de dólares.

    El 4 de agosto, fecha en que por primera vez se mencionaron los supuestos ataques químicos en Siria, Tony Blair voló a la isla de Cerdeña en un ‘jet’ privado y fue visto cenando en un restaurante en el exclusivo centro de veraneo de Porto Rotondo.

    Blair, de 60 años, está familiarizado con este idílico lugar, ya que en 2004 él y su esposa visitaron la mansión de 27 habitaciones del multimillonario italiano y también ex primer ministro Silvio Berlusconi.

    Este martes Tony Blair exigió que el Reino Unido y Estados Unidos lancen una acción militar contra Siria. Un trabajo realmente digno de un ‘enviado de paz’ y primer ministro veterano de las guerras de Afganistán e Irak.

    http://actualidad.rt.com/actualidad/view/104088-siria-tony-blair-yates-lujo

    • Carlos diz:

      DE,

      deixa-me fazer-te um vestidinho de cuspo.

      és ativo ou só passivo?

      • De diz:

        ?
        Deve estar enganado.
        A conversa de sarjeta é na sede do governo.Entre paulo portas e passos coelho ou entre crápulas idênticos.
        Vossemecê lá sabe do que a vossa casa gasta

  5. Miguel diz:

    Sim, uma vergonha. Falta agora ouvir as “múmias” do costume, desde o “general do cadeirão” a explicar as velhas estratégias de guerra, aos andróides da SIC, sempre a engraxarem as botas dos seus heróis americanos. Nestes dias, há que seguir com atenção a “PRESS TV” e a “Russian TV”. Eu sei que dói muito a alguns ler isto, em especial aos que comem tudo aquilo que se escreve no “Público” e “DN”. Qualquer dia, seremos perseguidos por defender a posição mais certa, mas não contem comigo para estar ao lado daqueles que estiveram na cimeira da vergonha, nos Açores, nem para dizer que Obama é um líder da paz, como disse Mário Soares. Há que seguir, pois, atento a todas as notícias e manter a casa limpa, pois não tarda muito a vir, pelos meandros da nossa comunicação social, um cheiro a esgoto.

  6. José Sequeira diz:

    Caro De
    Nem sempre estamos de acordo.
    Porém, neste caso, estou 100% consigo.
    Poderá ser também uma boleia à velha armadilha sionista para lançar o Irão que, assustadoramente para o governo israelita, parece ter desaparecido do mapa, no conflito, justificando a sua “intervenção preventiva”, que actualmente parece menos “justificada” aos olhos da opinião pública ocidental.
    Cumprimentos.

  7. Filino Rupro diz:

    …MANDEM-NOS PRÁ SÌRIA, POR FAVOR…

Os comentários estão fechados.