Se essa é a lógica do PR, então porque não mandou as condolências pela morte de António Borges para a Goldman Sachs?

Por ocasião de cada um dos falecimentos [este ano já morreram três bombeiros em combate] o Presidente, através da sua assessoria para a Segurança Nacional, contactou os comandantes das três corporações de bombeiros em causa, para apresentar as condolências às famílias e respectivas corporações

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em 5dias. ligação permanente.

6 respostas a Se essa é a lógica do PR, então porque não mandou as condolências pela morte de António Borges para a Goldman Sachs?

  1. «Goldman Sachs» says diz:

    Mr. Cavaco Silva,

    We’re afraid but we don’t accept your condolences for Mr. Borge’s death.

    For one reason only. You as the President of Portugal still owe us a hell of a lot of bucks – around 400 trillion euros (this includes all the banks involved in the bail-out and leveraging of your country; you know we are the main shareholders of all of them ) – and as you most probably will «default» (I cannot tell you but we are betting with our hedge funds that you will), we cannot accept the condolences, at least on formal grounds.

    Very soon we will get in touch with you, Mr. Cavaco, through our usual intermediaries, Mr. Moedas, Mr. Moreira Rato and all the others that you know of.

    But you must keep this as a tight secret as it always has been. The show must go on!!! And big bucks are still to be while you are still the President of Portugal!!! We are much obliged!!! We will pay you back through the normal «procedure».

    Yes, yes Ms. Lagarde did us a favor to convey the condolences on our behalf on the account of Mr. Borge’s death, but we would emphasize that this was informal, not formal, just in case you have became a little dumb.

    Best regards and hope to hear from your intermediaries very, very soon.

  2. «Correcção» diz:

    Correcção do inglês: Mr. Borges’ death (caso possessivo)

  3. Dezperado diz:

    “Se essa é a lógica do PR, então porque não mandou as condolências pela morte de António Borges para a Goldman Sachs?”

    Julgo não ser essa lógica….Quando no ano passado morreu Miguel Portas, Cavaco nao enviou as condolencias para o BE, mas sim, para a sua familia.

    E sinceramente, não me lembro de ler em nenhum blog de direita, o bater das palmas por um cidadão que morreu. Que não gostem do Borges, tem todo o direito, mas essa felicidade toda, fica-vos muito mal.

    • De diz:

      É precisamente esta a lógica.
      Não é preciso sequer saber o b-a-ba.Basta apenas ler a notícia

      “Por ocasião de cada um dos falecimentos [este ano já morreram três bombeiros em combate] o Presidente, através da sua assessoria para a Segurança Nacional, contactou os comandantes das três corporações de bombeiros em causa, para apresentar as condolências às famílias e respectivas corporações”

      Repete-se: porque motivo cavaco não mandou as condolências para essa sinistra corporação conhecida como Goldman Sachs?

      E sim, já li em blogs de direita o regozijo incontido, alarve, próprio da canalhada em questão pela morte de outros cidadãos.
      Por exemplo pela morte do grande e enorme escritor José Saramago.

  4. m. diz:

    Em Inglaterra quando Margaret Thatcher morreu houve uma «FESTA»!!!

    • Antónimo diz:

      Também era melhor: Os contribuintes ingleses tiveram de pagar o funeral de estadão, com desfiles e o catano e depois nem ao menos se podiam embebedar e celebrar?

Os comentários estão fechados.