Austeridade criativa

Quando atravessamos o país em plena campanha autárquica violentam-nos os olhos, a paciência e o território as exasperantemente repetitivas frases dos marketeers de serviço. Não havendo espaço nesta coluna para uma exaustiva elencagem de mensagens que procuram vender candidatos como a última e mais suculenta abóbora do quintal, resta-me uma outra observação sobre alguns outdoors de campanha.
Parece que não haverá autarquia em que não exista pelo menos um candidato a abusar do verde claro. Se é certo que o preto fúnebre com que o candidato do PS à CM de Almada se apresenta não lhe augura grande sucesso, a repetição dos que se vendem ao lado de um “verde esperança” revela o frágil Pantone da criatividade. Em Lisboa, António Costa e Fernando Seara copiam-se no verde. Mas na capital os “criativos” não se ficam por aqui, repetindo-se ao apresentar nos primeiros outdoors o candidato a presidente da junta a par do candidato a presidente da câmara, apadrinhados por uma duvidosa fotomontagem.
Outra das características sobejamente comentada é a tentativa de candidatos do PSD/CDS de esconderem o seu vínculo partidário. Um exemplo maior é o do actual presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, Luís Gomes, recandidato pelo PSD, que se apresenta ao povo como “Um presidente que é nosso”, purgando dos cartazes a incómoda sigla do partido.
Por fim há as campanhas pensadas para cidadãos com dificuldades de leitura ou de compreensão de frases com mais de duas ou três palavras. Neste aspecto, a faustosa campanha com que Carlos Carreiras inunda Cascais é um bom exemplo. “Todos”, “Somos Cascais” e “Viva Cascais” é a mensagem política com que o actual presidente pretende manter o lugar.
Mas esta história não é apenas a  da austeridade criativa que tem vindo a ser muito bem paga, normalmente, depois da eleição. É a história de candidatos que se escondem da política.

Publicado no i (17/08)

Anúncios
Esta entrada foi publicada em 5dias com as etiquetas . ligação permanente.

14 respostas a Austeridade criativa

  1. ignatz diz:

    “Outra das características sobejamente comentada é a tentativa de candidatos do PSD/CDS de esconderem o seu vínculo partidário.”

    há anos que a cdu esconde a foice e o martelo e ninguém comenta o embuste eleitoral.

    • De diz:

      Ignatz está perfeitamente equivocado.
      Vamos dar uma ajuda para o rapaz ficar esclarecido, se bem que se desconfie que tudo não passe de cegueira ideológica a meias com pura desonestidade.
      Há anos que a CDU concorre com a sigla da coligação.E lá aparece sempre o símbolo dos dois partidos.Sempre.
      Que ignatz tente esconder desta forma a sua peculiar frustação de não ver proibidas coligações com comunas é um sintoma das tendências pouco democráticas do rapazote.
      O fulano até fala em embuste.O desvario é tanto que ainda mais sobressai a tentativa do PSD / PP esconderem de facto a sua filiação partidária.
      Têm medo que os associem à truoe criminosa e canalha do governo.

      Cobardes e sem escrúpulos.

      • Rafael Ortega diz:

        Passei hoje em Lisboa por um cartaz da CDU.
        A foice e o martelo tinham o mesmo tamanho que os simbolos do PDS e CDS no cartaz que ilustra o post.

        Daí se concluí que ou CDU esconde a foice e o martelo, ou que a ilustração do post é infeliz.

        • De diz:

          Ortega .
          A desonestidade não compensa.
          Leia lá de novo.
          A CDU,o PC, os Verdes não mudaram nada do seu procedimento.
          O PSD/PP mudaram-no radicalmente.Tanto que há cartazes em que nem o símbolo das quadrilhas que estão no governo se conseguem vislumbrar.Pura e simplesmente desapareceram

          Mas o post diz isso.

          • Rafael Ortega diz:

            O tamanho dos símbolos do PCP está nos cartazes da CDU do mesmo tamanho que os símbolos PSD/CDS nos dos respectivos partidos.
            Na mesma posição.

            Com o mesmo destaque.

            Se a CDU faz isso há anos quer dizer que há anos que tem vergonha da foice e do martelo? 😉

          • De diz:

            A desonestidade não compensa.
            Embora Ortega pense que sim

            Eu vou repetir para que até mesmo Ortega perceba e deixe de fazer estas figuras tristes.

            1º. As dimensões dos símbolos do PC e dos Verdes não sofreram regra geral variação do seu tamanho.Ao longo dos anos.E sabe-se o que é a CDU e onde estão os comunistas
            2º As dimensões dos símbolos do PSD e do PP, os partidos envolvidos em práticas de terrorismo social diminuiram visivelmente.Tanto que se tornou notório. O medo de serem tidos como cúmplices do descalabro leva-os a tal
            3º Diminuiram tanto que em alguns casios desapareceram de vez.Sumiram.Só ficou no ar o cheiro de cobardia e de oportunismo típico desta gentalha que nem os tem no sítio para assumir o que são

            Bora lá botar um 🙂
            para que o Ortega se vá lastimar um pouco mais e com esse sorriso à banda

  2. Em Coimbra, a anterior coligação CDS/PSD foi desfeita. Luís Providência (CDS) candidata-se com o lema “Viva Coimbra” no fundo azul à FC Porto. Curioso é que o seu anterior parceiro de coligação, Barbosa de Melo escolhe também o azul (mais claro) e os seus outdoors aparecem frequentemente ao lado do do candidato do CDS, com o lema… “Juntos Por Coimbra”.

    Quanto ao verde claro, confere: Manuel Machado, a fazer o seu comeback, em estilo Rambo.

  3. CRIATIVOS??? diz:

    Esta cena dos cartazes «criativos» dos mafiosos (desculpem lá a generalização) parece uma praga!!

    Em Lisboa, na zona do Bairro Azul, junto ao Corte Inglés, apareceram uns cartazes que parece que estamos em Las Vegas, só lhes faltam a luzes a acender e a apagar, em que não se percebe quem são os candidatos. Têm um ar de mafiosos a olhar para baixo, para a gente. Têm sido colocados nos últimas 2/3 semanas e parece que disputam o metro quadrado entre si. Isto está uma palhaçada!!! Parece a época de SALDOS!!!

    Temos o nosso BPN, o BIC deles, mas só por enquanto, que está já há algum tempo em processo de reestruturação e remodelação. Está «entaipado», por enquanto. Mas reparei este fim –de- semana, vivo nesta zona da cidade, que o BIC colocou junto do passeio assim um bloco rectangular alto, vermelho berrantíssimo, a dizer BIC. Lá em cima de tudo, os BICs aparecem por todo o lado, parecem corninhos do Diabo. Mas devo ser eu que já estou mesmo «encartada», mas pensando melhor, esta gente está em pleno surto psicótico!!! Deviam ser interditados por nós portugueses!!! Isto tudo junto parecem os enfeites de Natal!!! Onde estão as contas do financiamento dos partidos. Alguém sabe quem presta contas nos partidos??? Os bancos? (SIm, sim, sim, sim). Não há para aí um Barcenas português que dê com a língua nos dentes??? Deve estar quase a aparecer… com tantas comadres zangadas…

    Mas só mais uma coisa: não vou deixar de votar, nunca o fiz, vou votar seguramente muito diferentemente: muito mais à esquerda do que sempre votei, mesmo na pontinha da esquerda: duvido que mude nos próximos , duvido mesmo, mas não estou à venda, nem nunca estive, nem estarei. Também não dou graxa. Ajudo é a dar pancada quando fôr convocada.

    Mas para ficar já dito, nunca votei nos partidos que estão hoje no governo, em nenhuma das eleições desde que comecei a poder votar.

    • De diz:

      Já reparou no silêncio quase absoluto que paira em Portugal sobre os escândalos que acompanham o PP espanhol?
      Aos de corrupção , agora há que adicionar outros:
      El líder de las juventudes del PP de Xàtiva hace el saludo fascista
      http://www.publico.es/462835/el-lider-de-las-juventudes-del-pp-de-xativa-hace-el-saludo-fascista

      Nuevas Generaciones del PP de Bollullos lamenta en Twitter la muerte de Franco
      http://www.publico.es/463475/nuevas-generaciones-del-pp-de-bollullos-lamenta-en-twitter-la-muerte-de-franco

      Não se sabe se é por motivos higiénicos ou para esconder a verdadeira face dos irmãos dos que nos governam

      • CRIATIVOS??? diz:

        maún RTP, huelen a cerveza… huelen muy mal…vuestros gestores públicos, políticos y banqueros, los accionistas de vuestras grandes empresas … no, no en España ya se están peleando y huelen!Fatal ¡
        Aquí, en Portugal, no pasa nada… Por esa mismísima razón le puedo decir que yo casi no miro a la televisión … Los Bárcenas de acá todavía están sacando él pueblo… las cuentitas de los bancos de los partidos, las listas fueron arregladas por vuestro – ¿cómo se llama él ¿ – Señor Pintelho, será?

        Es que no me acuerdo en este momento, ah, esperad un ratito, se llama Catroga y es de Tomar y su amiguito el Relvas. La lista fue organizada por el Banco Finantia y Catroga era su consultor: es que charlaban muchísimo…

        Es que ahora dejó de ir al banco… el pobre… se debe ter enfadado con Antonio Guerreiro… y aún con los chinos de EDP ….y aún los abogados Serra Lopes que tienen su bufete en la Torres … deben tener todos los papelitos … Finantia están poniendo los trabajadores en la calle … desde hace dos años y picos … ¡que brutalidad!

        Pero que sí que los papelitos van a salir pronto… me lo ha dicho my bruja consultando sus cartas de Tarot… todo va a salir a luz del día… nos tendremos que organizar para les pegar una surra l y a la cárcel como Bárcenas… pero sus euritos y bienes (nacionales y extranjeros) se quedarán aquí, en Portugal.

        Muchas gracias por sus links. Muy pronto los iré a consultar. Es que estoy un poquito mareada por vuestros SWAP «snowball» .

        Bueno, fíjese que imaginación y creatividad!

        Le estoy contando un secreto, no se lo puede decir a nadie! Por favor! Fueron las cartas de Tarot de my bruja que me lo dijeron… secreto…secreto…bajito…bajito…

  4. Rafael Ortega diz:

    Hoje passe em Lisboa por um cartaz da CDU.
    Os símbolos dos partidos também eles pequeninos, como o cartaz que ilustra o post.
    O slogan também ele genérico como critica no post.

    Onde está a diferença?

    • CRIATIVOS??? diz:

      A diferença está: «Em tempos de guerra não se limpam armas»: sempre ouvi dizer e até me parece muito bem.

      Não quero cá «nazis»; mas há quem queira: é um estereótipo que entra inconscientemente sem se dar por isso; contagia-se pelos arquétipos do inconsciente colectivo (Jung).

      Desculpe este breve comentário. Por favor não me responda porque de semelhanças e dissemelhanças já tive a minha «dose». Desejo-lhe um muito bom dia.

    • De diz:

      Repete?
      Então leia lá a resposta já dada.
      Simples e barato

Os comentários estão fechados.