Concentração de repúdio pela edificação da estátua do cónego Melo Rotunda de Monte d’Arcos, segunda-feira, 12 de agosto, 18h30

Um grupo de cidadãos convida todos os concidadãos a participar numa concentração de repúdio pela edificação da estátua do cónego Melo na cidade de Braga.

Braga necessita de homenagear os seus democratas, não precisa de evocar aqueles que se comprometeram ideológica e politicamente com as forças que se opuseram Dias à instauração da democracia em Portugal.

A edificação desta estátua é um ataque à memória dos que contribuíram para a instauração da liberdade, prejudica a imagem de Braga como município aberto e democrático e introduz uma irreparável divisão entre bracarenses.

Esta estátua foi desejada por uns poucos e repudiada por uma imensa maioria.

A concentração pacífica, no lugar de edificação da estátua, visa reafirmar os ideais democráticos de Abril e repudiar a mitificação de valores e de actos que evocam os tempos da obscuridade e da servidão.

 

Nomes que subscrevem a convocatória da concentração:

 

António Lopes, António Sousa Fernandes, Assunção Neves, Adão Mendes, Adolfo Fernandes (Cesário), Adolfo Macedo (Luxúria), Alfredo Casais Baptista, Alexandre Trindade, Ana Paula Barros, André Matos, Almerindo Janela Afonso, António Durães, António Rodrigues, António Silva, António Sousa, Arlindo Fagundes, Augusta Lima Cruz, Bárbara Barros,  Carla Cerqueira, Carlos Almeida, Carlos Alegria, Catarina Barros Afonso, Custódio Braga, Cristina Brandão Lavender, Cristina Mendanha, Dario Silva, Eduardo Cunha, Eduardo Jorge Madureira, Eduardo Jorge Oliveira, Fernando Bessa Ribeiro, Fernando Coelho, Gabriela Braga Simões, Helena Magalhães, Helena Oliveira Gonçalves, Henrique Barreto Nunes, Henrique Botelho, Henrique Magalhães, Inês Barbosa, Joana Oliveira, João Augusto Monteiro, João Delgado, Jorge Louraço Ferreira, Jorge Vilela, José Alfredo Ribeiro, José Barros Pereira, José Manuel Lobato, José Poças, José Rocha, José Sampaio, Leonor Lapa Carneiro, Licínio C. Lima, Luís Cunha, Luís Novais Freire de Andrade, Margarida Borges, Manuela Martinez, Manuel  Carlos Silva, Manuel  Fonseca, Manuel  Gomes, Manuel  Gonçalves, Manuel  Sarmento, Maria do Céu Fernandes, Marta Catarino, Mª Helena Leite, Mesquita Rodrigues, Nuno M. Cardoso, Paula Nogueira, Pedro Almendra, Pedro Bacelar Vasconcelos, Pedro Leitão, Raul Peixoto, Ruben Reis, Rui Madeira, Rui Portelinha, Sofia Saldanha, Sofia Vaz, Teresa Barbosa, Teresa Lemos, Teresa Mora, Teresa Silva Amado, Virgílio Oliveira.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em 5dias. ligação permanente.

4 respostas a Concentração de repúdio pela edificação da estátua do cónego Melo Rotunda de Monte d’Arcos, segunda-feira, 12 de agosto, 18h30

  1. Graza diz:

    Todos os motivos são bons se forem um clique para a convergência: até a estátua de fascistoide com este.

  2. adelinoferreira diz:

    Ao que a democracia em Portugal
    chegou.Um conego que fez parte
    dos traidores que conspiram de forma
    violenta contra o 25 de Abril, numa
    cidade governada pelo PS e onde o
    secretário geral foi eleito para a AR,
    perpétuar no tempo uma figura
    sinistra. Para que isto aconteça não
    chegava uma maioria e um PR, foi
    preciso a colaboração do PARTIDO
    SOCIALISTA!

  3. Maria diz:

    Na Câmara, a colocação do monumento foi aprovada com os votos favoráveis do PS e com a abstenção dos vereadores eleitos pela direita. Recorde-se que o secretário-geral do PS, António José Seguro, foi eleito pelo círculo de Braga.
    tá giro.

  4. Rocha diz:

    Combater o fascismo é urgente e actualissímo. Uma causa do povo de Braga e uma causa do povo português. Esta é uma luta que honra e orgulha quem o faz. Em boa hora se tomou esta iniciativa.

Os comentários estão fechados.