Um cromo tão cromo que nem para “lap dog” serviu

Imagem

Má gestão. Nepotismo. Gastos sumptuários, sobretudo em popós de luxo. Pagamento de favores politicos com pilim alheio. Mil e uma formas de espatifar dinheiro e recursos de forma incompetente e despreocupada.

Quem traçou este perfil do nosso “novo” ministro, Rui Machete, não foi a esquerda botabaixsta e vitriólica. Foi um embaixador americano, ao descrever a forma como a FLAD estava a ser gerida pelo insigne jurista.

Esta entrada foi publicada em 5dias. ligação permanente.