“A única crítica é a gargalhada! Nós bem o sabemos: a gargalhada nem é um raciocínio, nem um sentimento; não cria nada, destrói tudo, não responde por coisa alguma. E no entanto é o único comentário do mundo político em Portugal. Um Governo decreta? gargalhada. Reprime? gargalhada. Cai? gargalhada. E sempre esta política, liberal ou opressiva, terá em redor dela, sobre ela, envolvendo-a como a palpitação de asas de uma ave monstruosa, sempre, perpetuamente, vibrante, e cruel – a gargalhada! Política querida, sê o que quiseres, toma todas as atitudes, pensa, ensina, discute, oprime – nós riremos. A tua atmosfera é de chalaça.” Eça de Queirós, in ‘Uma Campanha Alegre’ (1891)

Esta entrada foi publicada em 5dias. ligação permanente.

6 respostas a “A única crítica é a gargalhada! Nós bem o sabemos: a gargalhada nem é um raciocínio, nem um sentimento; não cria nada, destrói tudo, não responde por coisa alguma. E no entanto é o único comentário do mundo político em Portugal. Um Governo decreta? gargalhada. Reprime? gargalhada. Cai? gargalhada. E sempre esta política, liberal ou opressiva, terá em redor dela, sobre ela, envolvendo-a como a palpitação de asas de uma ave monstruosa, sempre, perpetuamente, vibrante, e cruel – a gargalhada! Política querida, sê o que quiseres, toma todas as atitudes, pensa, ensina, discute, oprime – nós riremos. A tua atmosfera é de chalaça.” Eça de Queirós, in ‘Uma Campanha Alegre’ (1891)

  1. Leitor Costumeiro diz:

    O Eça também disse que a “história é uma velhota que se repete sem cessar”, curiosamente também, disse-o referindo-se à contenda inglesa ali prós lados do Afeganistão…

  2. Antonimo diz:

    nunca acho piadinha nenhuma a estes textos desta gente, sempre a correr para cavalgar as musicas. o sergio godinho deixou de ser bom em 1982 e repete-se desde entao, mas sempre sabe meter letras com as musicas a fugir delas.

  3. Jfs diz:

    Que post absurdo… E a demonstra-lo está a excelente intervenção do deputado Bruno de Carvalho (espero n estar enganado) apenas usando a ironia e o borda d’água. Parece que alguns comunistas nao têm mesmo sentido de humor…

    • jfs,

      Primeiro julgo que se refere ao deputado Bruno Dias. O Bruno de Carvalho, que eu conheça, é o presidente do Sporting Clube de Portugal e não deputado da nação.

      Absurdo são estes tempos e este post pretendia relevar algum desse sentimento. E às vezes responder de forma a séria a alguém que está a gozar com a nossa cara pode causar o efeito contrário do que se pretende.

      Quanto ao “parece que alguns comunistas não têm mesmo sentido de humor” não sei a quem se refere, mas se for relativamente a mim diga-me. É que se for para falar mal de mim, eu sei coisas terríveis a meu respeito. 😉

  4. Hugo diz:

    Tipos como Nuno Markl deviam sair de cena, nesta altura em que os nazis do PP e do PSD comandam os meios de comunicação social.
    O problema de Nuno Markl deve ser o problema de muitos ditos artistas portugueses. Quando o dinheiro é bom e muito, ficam, mesmo que tenham que calçar a braçadeira nazi no ombro.
    No final, podemos dar uma gargalhada a ouvir Nuno Markl, mas o conteúdo deste actor e tudo o que ele representa ficará sempre no lixo.

Os comentários estão fechados.