And now for something completely different (isto pode postar-se em estrangeiro?)

My strength
is that I’m not alone in this big world.
The world and its people are no secret in my heart,
no mistery in in my science
Calmly and openly
I took my place in the great struggle.
And without it
you and the earth are not enough for me
and yet…
you are astonishingly beautiful,
the earth is warm and beautiful.

Em Poemas da Prisão e do Exílio, o poeta turco, comunista, Nazîm Hikmet, afirmou, sob duras condições, saber bem do seu lugar no mundo. E que esse lugar, sem o seu papel na grande luta, a de classes, não faria sentido.

Assistimos à novela governamental, dos que sem apelo nem agravo, fazem o jogo das cadeiras, sentando-se pelo poder, esquecendo-se de mais de metade dos 1,2 milhões de desempregados sem qualquer subsídio, do dinheiro que estas manobras de diversão custam ao país, do mais de milhão e meio de crianças sem abono de família, dos encerramentos de fábricas, dos cortes salariais, dos crimes governamentais, da desobediência do governo à lei e às decisões judiciais, de todos e de cada um de nós.

Isto, não é um tratado político.

Isto, não é um cenário comentável.

Isto, não é para divertir fazedores de opinião que estão ao nível desta novela rocambolesca.

Isto é indigno da população portuguesa. Isto é sacanice da mais baixa que há. Isto é o desrespeito e a total desconsideração pela Constituição e pela democracia, mesmo a burguesa. Isto, é cuspir na cara de cada um de nós.

E já não há tempo para desculpas. Quem fica em casa e rejeita, conscientemente o seu lugar na luta, aceita isto. E faz parte.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em 5dias com as etiquetas , , . ligação permanente.