Lamento…

mas não festejo operações de cosmética.

Imagemarialuisalbuquerque

Sobre Carlos Guedes

Um dia nasci. Desde então tenho vivido. Umas vezes melhor, outras pior!
Esta entrada foi publicada em 5dias com as etiquetas , , . ligação permanente.

19 respostas a Lamento…

  1. Lúcia Gomes diz:

    isso é que é acreditar nas massas. mais um empurrão….

  2. Pascoal diz:

    Além de ser mais um pontapé na decência

    • De diz:

      Decência?Quem é que é decente neste bando de criminosos?

      • von diz:

        O Paulo Macedo.

        • Pascoal diz:

          Esse amiguinho dos biltres que querem fazer dinheiro à custa da nossa saúde?

          • von diz:

            É a minha opinião… e é a sua opinião.

          • Rocha diz:

            Sim Von, cada um tem direito à sua opinião, não o nego.

            Mas cada um tem direito também ao seu segurozinho de saúde privado (se tiver dinheiro para isso isto é) não é?

            E enquanto o pau vai e vem, sobem-se taxas moderadoras, entregam-se hospitais públicos para as mãos dos exploradores privados, fecham-se centros de saúde, contrata-se enfermeiros pelo menor preço possível à hora e despede-se pessoal até os serviços entrarem em colapso. O rico diz eu não estou para isto e vou ao privado e o pobre diz eu nem sequer tenho dinheiro para isto e voltamos ao tempo em que o aguardente curava todos os problemas desde o desarranjo intestinal à perna partida.

          • De diz:

            E como opinião é livre mas contra factos não há argumentos.
            Macedo é um biltre levado ao colo pela comunicação social ( a quem ele segreda os dados tirados na altura certa quando isso lhe convém) e que é adulado pela coorte à sua volta , a saber os interesses de vulto dos privados da saúde

          • De diz:

            Alguns dados da saúde aonde Macedo pontifica dando a sua contribuição para o seu ramo:O investimento público na saúde situa-se muito abaixo da média da OCDE. Entre 2005 (8.998 milhões de euros) e 2013 (7.159,6 milhões de euros) há uma diferença para menos de 20,4%.
            Em Portugal os privados já detêm entre 40 e 50% das unidades de saúde.
            Os 4 maiores grupos de saúde privados em Portugal já facturaram em 2012 mais de 1000 milhões de euros, quando em 2009 tinham facturado cerca de 700 milhões de euros.
            Mais de metade das unidades privadas de saúde estavam sem licenciamento. Num total de mais de 12 mil clínicas, consultórios e centros de saúde, 6.831 estão registadas, mas não têm licença, segundo dados da Entidade reguladora.
            Dos 5.800 consultórios médicos, apenas 300 tinham tratado do licenciamento e das 47 unidades com internamento ou bloco operatório nenhuma está a funcionar com licença.
            De acordo com o rácio recomendado pela OMS em Portugal faltavam mais de 1.000 médicos de família e 13.000 enfermeiros de família.
            Em quatro anos (entre 2009 e 2012) deixaram o SNS mais de 600 chefes de serviço e reformaram-se mais do dobro dos médicos do que indicavam as projecções. Previam 879 e reformaram-se 2.255 (2,5 vezes mais). O ano pior foi o de 2011 em que previam 226 e saíram 679.
            Nos dois primeiros meses de 2013, os Centros de Saúde realizaram menos 312.238 consultas (-5,9%) em comparação com o mesmo período de 2012.
            Em 2012 os Centros de Saúde realizaram menos 1.446.882 (-4,7%) comparativamente com o ano anterior.
            A previsão é que este ano se possa ter menos 1,5 milhão de consultas.
            Há mais

          • Oh De, mas isso também tem a ver com o facto de as pessoas não terem dinheiro para pagar consultas. Tudo junto dá a destruição total da saúde, com o objectivo de fazer da saúde um negócio e tirá-lo das pessoas.

  3. Rocha diz:

    Saiu o Gaspar e entrou a Swap! Mais contributo para a chacota do povo…
    Se as anedotas contribuíssem para o PIB este governo seria um milagre económico.

  4. pah diz:

    és burro

    • Carlos Guedes diz:

      E você tem falta de chá. E de argumentos, já agora.

      • pah diz:

        desculpe lá, pensei que estava a falar com adultos e não com criancinhas. mas admi-to que deixei bastante subentendido para ficr de consciência tranquila sem este comentário após o seu pedido de esclarecimentos.
        ora bem, é burrice não festejar esta demissão por várias razões, umas mais importantes que outras. uma das não menos importantes é o facto de ela ter vindo na sequência de uma luta de um grupo de trabalhadores, no caso os professores, o que nos dá, aos que lutam do lado dos trabalhadores, razões acrescidas de regozijo (foi há oito meses? e porque é que a carta só chegou agora?). depois, ela é o primeiro sinal significativo de que este Governo de criminosos vai cair brevemente, e com isto quero dizer antes do fim do ano (não me estico mais porque já perdi apostas que chegassem com este meu desejo travestido de fezada). e nesse caso, vai ser o único português que não ficará contente com isso (passe o exagero).
        para acabar acrescento ainda que essa atitude do tudo ou nada, do não celebrar nunca acontecimento algum excepto a vitoria absoluta, mesmo quando esse nada é excelente em face das circunstancias é o que ainda vai dar alento aos fdps para num futuro proximo nos atirarem outra vez á cara que: “não sabem o que querem”, “nunca estão satisfeitos com nada”, “nem entre eles se entendem”, etc, etc, etc
        serei “casca grossa”, lumpen ou o caralho que quiser mas sei bem quando devo abrir uma cerveja e brindar á queda em desgraça de um dos principais responsáveis pela destruição social e politica (e tenho que carescentar moral, por muito que me custe) levada a cabo nos ultimos dois anos.
        não vez que o governo já está a cair, só ainda não embateu no chão?

Os comentários estão fechados.