Razões para fazer greve

conquistasAbril_2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O que fizeram estes dois anos de governação PSD-CDS pelas conquistas de Abril?

Liberdade de expressão – com conta, peso e medida

Liberdade de manifestação – nem sempre, ou em frente ao cassetete

Salário mínimo nacional – diz que sim, por enquanto; e mínimo é mesmo mínimo

Igualdade de direitos – oh oh! Falem-me a cantar!

Reforma agrária – sim, de facto, reformou-se e foi viver para uma ilha no Pacífico

Direito à cultura – então não? Agora luxos!

Direito à greve – apenas se não houver inconvenientes para ninguém

Direito ao trabalho – durante o ano: trabalha e cala-te, se não quiseres há mais quem queira; assegurado em dias de greve

Direito à reforma – concedem-nos essa esmola

Direito à justiça – sim, dependendo das possibilidades

Direito à saúde, à educação, à segurança socialserviços mínimos garantidos, caridosamente

Nacionalizações – das dívidas a 100%

Esta entrada foi publicada em 5dias com as etiquetas , . ligação permanente.

7 respostas a Razões para fazer greve

  1. Rocha diz:

    Porque a mais fundamental característica desta sociedade é ser divida em classes. Uma que explora a outra.
    Porque eu sei de que lado dessa guerra de classes estou. Do lado da classe trabalhadora.

    Estas duas razões são mais do que suficientes para fazer Greve geral, porque tudo o resto é mero desdobramento do que eu acabei de dizer.

  2. JP diz:

    Ai Abril conquistador…”se soubesses como eu sou fácil” 😉

  3. Isso é tudo sinal de Democracia.

  4. Isilda Andrade diz:

    Pensar que a minha adesão e de cada um à greve, amanhã, pode deitar o governo abaixo.

  5. ana maria silva diz:

    É altura de fazermos alguma coisa por nós que sofremos na pele tudo o que está a acontecer,sim á greve

  6. Carlos diz:

    Não consigo entender como educação, cuidados de saúde, emprego, segurança social, ou qualquer outro ‘bem’ sejam direitos. Se bem me lembro da definição de liberdade, liberdade significa poder tomar acções sem interferir com os outros (ou prejudicar), por isso é limitada pela liberdade dos outros. Agora, se pensarmos bem, se alguém tem direito a educação, significa que outro alguém tem o ‘dever’ de fornecer educação, certo? Mas isso não é liberdade, pois se alguém é obrigado a fornecer educação, está a ser obrigado a prescindir do fruto do seu trabalho, ou seja, alguém tem direito ao trabalho de outrem (a própria definição de escravatura).

  7. Reblogged this on 25 Abril, Sempre! and commented:
    E tu?
    Achas que já chega ou vais ficar em casa porque pensas que isto ainda pode piorar e queres contribuir para que a profecia se concretize?

Os comentários estão fechados.