Apelo do Que se Lixe a Troika à Greve Geral

Imagem

(*Rodchenko, The Gathering, ou sente-se já a greve na rua)

«Milhares de desempregados. Cortes salariais sobre cortes salariais. Roubo do subsídio de férias e de Natal. Precariedade como regra. Emigração. Governo que não cumpre a lei nem as decisões judiciais. Despedimentos massivos. Cortes nas prestações sociais.

AINDA NÃO ESTÁS FARTO?

Está nas tuas mãos mudar o que está mal. Se calhar pensas que não podes participar mas a verdade é que há muitas maneiras de todos fazerem parte da mudança: trabalhadores, desempregados, falsos recibos verdes, trabalhadores com contratos precários.

No dia 27 podes fazer greve.
Podes fazer greve geral.
Podes fazer piquetes.
Podes fazer greve ao consumo.
Podes não comprar nada.
Podes não ir tomar café.
Podes não meter gasolina no carro.
Podes participar nas manifestações pelo país inteiro.
Podes chamar à luta os teus amigos, a tua família.
Podes mudar o mundo.

DIA 27 DE JUNHO FAZ GREVE!
GERAL E SOCIAL!»

Mais info, aqui.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em 5dias com as etiquetas . ligação permanente.

3 respostas a Apelo do Que se Lixe a Troika à Greve Geral

  1. Podes não fazer greve.

  2. Pedro Pinto diz:

    Tudo boas razões para fazer greve. Mas o que raio é «social»?

  3. Lúcia Gomes diz:

    Isso é uma excelente pergunta :)))) A ideia é só transmitir que quem está desempregado, reformado ou aposentado pode ser solidário com a greve (porque na verdade a greve é dos trabalhadores). Independentemente da expressão ser mais ou menos feliz, foi o nome dado para conseguir o maior apoio popular mesmo por parte de quem, pela sua condição no processo de produção (ou inexistência dela) pensa que não pode participar.

Os comentários estão fechados.